Como melhorar o ambiente de trabalho? Confira essas 10 estratégias

Por Robert Half on 24 de julho de 2023
Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Por Mariana Horno

É importante que o gestor saiba como melhorar o ambiente de trabalho. Isso porque um ambiente agradável e que gera bem-estar promove mais produtividade, ânimo e criatividade, atributos essenciais ao desenvolvimento de um negócio bem-sucedido.

No entanto, para que isso seja feito, é preciso conhecer as melhores estratégias. O gestor deve investir no que realmente gera valor aos funcionários, bem como promover qualidade às rotinas de trabalho. Então, a questão é: o que fazer para melhorar o local de trabalho?

Neste artigo, ganhamos profundidade no assunto e apresentamos 9 estratégias que podem ser úteis à melhoria do ambiente de trabalho na sua empresa.

Então, continue lendo!

Envie sua vaga

Qual a importância de investir no clima do ambiente de trabalho?

O mercado apresenta-se cada vez mais competitivo e dinâmico, por essa razão, visando equilibrar as qualidades, é importante manter um bom ambiente de trabalho, afinal, nós sabemos que colaboradores engajados são mais produtivos, eficientes e inovadores.

Porém, o que define a condição do ambiente de trabalho? Para isso precisamos pensar na estrutura física do lugar e também na construção de boas relações interpessoais. Então, se você começar a perceber os resultados listados abaixo, isso será um indicativo de um clima organizacional positivo: 

  • feedback satisfatório dos colaboradores;
  • a imagem da empresa ganha aspectos positivos para tanto para o público interno quanto para o público externo;
  • aumento da produtividade;
  • clima organizacional positivo;
  • fortalecimento do trabalho em equipe e, por consequência, dos valores da empresa. 

Manter um bom ambiente de trabalho em sua empresa é uma estratégia fundamental para que tudo ocorra da melhor maneira possível e a organização conquiste resultados cada vez mais positivos. Quer saber como melhorar o ambiente de trabalho? Confira nossas dicas!

Invista na comunicação interna empresarial

A comunicação é um elemento básico aos negócios. Ela garante que os processos sejam bem-feitos e que as pessoas sigam na mesma direção. Contudo, se falta diálogo, o número de erros, problemas e conflitos tende a crescer, o que não é bom para o ambiente de trabalho.

O investimento em comunicação interna começa com a conscientização. Todos precisam entender que o assunto é importante e deve ser levado a sério. Essa maior consciência deve começar na alta administração, com o CEO, e partir para os demais níveis do negócio.

Além disso, é interessante investir em canais que facilitem a transmissão do que é dito. Existem muitos tipos de canais de comunicação, como murais de recados, redes sociais e aplicativos. Usar um ou outro, ou mais de um deles, vai variar de acordo com a cultura da empresa e o perfil do time.

Ouça os colaboradores com mais frequência

Parte da melhoria da comunicação é ouvir os colaboradores, avaliando o que eles têm a dizer sobre a empresa, o local de trabalho e o superior imediato. Esse feedback serve como base para eventuais ajustes, de modo que o ambiente de trabalho seja aprimorado.

Em geral, a forma de coletar feedbacks varia muito a cada empresa. Algumas contam com processos rigorosos de avaliação de satisfação; já outras optam por conversas mais descontraídas e informais. Portanto, avalie o que melhor funciona para o seu negócio.

O mais importante é que, ao longo da conversa com o colaborador, você esteja disposto a entender verdadeiramente o que ele tem a dizer. Para tanto, crie um clima propício e deixe claro que o feedback será usado para melhorar o negócio, nunca para prejudicá-lo.

Leia também: Criatividade e Inovação

Construa um bom plano de cargos e salários

Se você realmente quer melhorar o ambiente de trabalho, mostre aos colaboradores que eles são importantes ao negócio e podem crescer dentro da empresa. Ou seja, valorize seus talentos. Assim, o plano de cargos e salários é uma das melhores formas de fazer isso.

Pense nesse plano como um roteiro, que esclarece os cargos que cada profissional pode ocupar dentro da empresa, bem como a remuneração que pode atingir, desde que conquiste certas metas e tenha determinado tempo de "casa".

Ao construir seus planos de carreira, de modo que os profissionais tenham mais chances de crescimento, é bastante comum que gestores classifiquem os cargos existentes como júnior, pleno ou sênior, fornecendo vantagens ascendentes aos seus ocupantes.

Gerencie os conflitos que existem no trabalho

Toda estrutura organizacional é composta por pessoas, com pessoas e para pessoas. Logo, é muito difícil (talvez impossível) que não surjam conflitos interpessoais. Entretanto, se esses conflitos não forem gerenciados, o senso de "time" pode ser muito prejudicado.

Na gestão de conflitos, lembre-se de não tomar partido e buscar por decisões justas. Ouça as partes envolvidas e concentre-se na solução, não no problema. Estimule os profissionais a conversar e buscar uma solução do tipo ganha-ganha, que gere benefícios mútuos.

Além de tudo, preze pelo aprendizado. Todo conflito pode fornecer uma lição à empresa e aos profissionais envolvidos, garantindo que a organização seja fortalecida. Descubra qual a lição e como ela pode evitar que, no futuro, o mesmo tipo de conflito volte a surgir.

Não caia no dilema falar-fazer

O dilema do falar-fazer é muito conhecido (e frequentemente repetido) no mundo dos negócios. Você mesmo já deve tê-lo presenciado algumas vezes. É uma alusão aos líderes que falam uma coisa, mas que, na prática, fazem outra completamente diferente.

Existem muitos problemas relacionados ao dilema falar-fazer, sendo que todos eles geram prejuízos ao ambiente de trabalho. Por exemplo, o líder torna-se menos inspirador, o código de conduta da empresa torna-se menos respeitado e fica uma sensação de insatisfação no ar — afinal, a celebre frase "faça o que eu falo, não o que eu faço" não funciona mais.

Para evitar esse problema, trabalhe a liderança. Deixe claro aos líderes que eles devem ser o exemplo diário, de modo que os liderados possam se espelhar nas suas práticas. Você não deve exigir com perfeição, apenas conformidade com as melhores práticas e a cultura do negócio.

Use ações de endomarketing

Por muito tempo, o marketing esteve focado apenas nos clientes finais. O objetivo era fazê-los comprar mais e voltar mais vezes à empresa. Ultimamente, porém, o marketing ganhou uma importante vertente: o chamado marketing interno ou endomarketing.

Seu objetivo é simples: conquistar os talentos, atraindo-os, retendo-os e motivando-os ao longo de vários anos de relacionamento com a empresa. Assim, além de desenvolver uma ótima gestão de pessoas, a empresa pode melhorar a qualidade do ambiente de trabalho.

Acima de tudo, o investimento em endomarketing exige criatividade. É necessário pensar em campanhas que mostrem quanto os profissionais são importantes para a empresa e quanto podem crescer no negócio. Assim, o nível de felicidade e bem-estar será maior.

Aposte em programas de reconhecimento

A sensação de ter o seu trabalho reconhecido é uma das melhores, um colaborador sente que a sua valorização é um ponto inicial para muitas conquistas que poderá alcançar no trabalho. Uma das formas de demonstrar esse reconhecimento é por meio dos programas de benefícios os quais podem acontecer individualmente ou em equipe.

Você pode estabelecer premiações, por exemplo, para as equipes que entregaram um trabalho acima da média, ou para aquele colaborador que cumpriu as metas da semana. As recompensas podem ser uma redução de expediente,um adicional no tempo de férias ou uma premiação monetária. Os programas de reconhecimento são importantes, pois levam muita motivação para os funcionários e faz com que eles saiam da zona de conforto.

Pense na implementação da flexibilidade de horários

Se a sua organização trabalha com planos de metas, qual é a necessidade de estabelecer horários rígidos? Essa é uma pergunta que muitos gestores precisam responder atualmente. Além disso, é preciso considerar também que com o avanço da comunicação podemos nos encontrar com qualquer pessoa em qualquer momento. 

Quer um exemplo? Alguns gestores quando precisam repassar demandas para os colaboradores, na maioria das vezes, enviam-nas por algum meio de comunicação, mesmo que todos os companheiros de trabalho estejam todos no mesmo prédio. Isso ocorre porque estamos buscando agilidade e resultado.

Sendo assim, é possível fazer um estudo de caso e verificar se é possível conciliar o trabalho presencial com o home office e permitir que seus profissionais passem mais tempo com suas famílias, economizem no transporte e demonstrem como as demandas podem ser resolvidas de qualquer lugar e com a mesma qualidade.

Leia também: O que é neurodiversidade e como aplicá-la no ambiente de trabalho?

Realize eventos

Os colaboradores se encontram diariamente na empresa para realizar o trabalho e o vínculo que os conecta é apenas esse âmbito. Porém, os eventos também são uma forma de reforçar o espírito de equipe e levá-los a criar uma conexão por outros motivos, como investir em uma formação continuada, trocar experiências, criar novos contatos, entre outros.

Além disso, os eventos também auxiliam na construção de um bom relacionamento e propiciam momentos positivos que melhorarão o clima organizacional. É possível marcar: almoços, encontros no pós-expediente, jantares, confraternizações, rodízios, jogos, etc.

O importante mesmo é investir na naturalidade do encontro em que as pessoas poderão estreitar os laços de amizade e falar de assuntos relacionados ao trabalho ou outros de interesse em comum.

Invista na capacitação dos seus colaboradores

Outra importante dica é investir em campanhas de treinamento e desenvolvimento, de modo que os profissionais possam desenvolver novas competências ao longo da relação com a empresa. Isso, além de beneficiar o negócio, gera motivação e encantamento.

Veja bem, se a empresa investe na capacitação dos seus talentos, é porque valoriza seu trabalho e deseja manter longos anos de relação. Então, os profissionais sabem disso e valorizam o investimento feito pela empresa.

Agora, você já sabe como melhorar o ambiente de trabalho, também entende sua relevância para o sucesso da empresa e dos profissionais. Felizmente, todas essas estratégias podem ser aplicadas na empresa. Portanto, comece pela que considerar mais útil aos colaboradores. Se tiver recursos suficientes (tempo, know-how e dinheiro), aplique duas ou três simultaneamente.

*Mariana Horno é gerente sênior de Recrutamento da Robert Half

Saiba como os recrutadores da Robert Half podem ajudar você a construir uma equipe talentosa de colaboradores ou avançar na sua carreira. Operando em mais de 300 locais no mundo inteiro incluindo nossas agências de empregos de São Paulo. A Robert Half pode te fornecer assistência onde e quando você precisar.

Mais em nosso Blog