Quais são as tendências para a área de vendas e marketing? Confira aqui

Por Robert Half on 23 de novembro de 2020

O mundo corporativo vivencia uma grande e rápida transformação em seus processos e padrões de trabalho. Essa “onda” de mudanças impacta todas as áreas empresariais, forçando os gestores a se adaptarem ao novo cenário. Já podemos enxergar, por exemplo, algumas tendências para a área de vendas e marketing.

Entretanto, quais são elas? Por que é essencial conhecê-las? O que os líderes das áreas de vendas e marketing podem fazer para se manterem atualizados? Neste artigo, responderemos esses questionamentos, com base no Guia Salarial 2021 da Robert Half. Acompanhe!

Quais são as principais tendências dessas áreas?

No livro “Inovação — a arte de Steve Jobs”, do autor Carmine Gallo, fala-se sobre a importância de enxergar “além do horizonte”, ou seja, ter visão do que estar por vir no mundo corporativo. Seguindo esse princípio, elencaremos tendências que ditam a posteridade da área de vendas e marketing.

Martech dentro de casa

O marketing technology ou martech é um conceito que potencializa o uso de ferramentas, plataformas e diversos tipos de softwares na área de marketing. Uma vez que essas tecnologias desempenham uma função cada vez mais central no marketing, surgiram as empresas martechs.

Além das ferramentas digitais, as martechs atuam na construção de estratégias e campanhas de comunicação. Dessa forma, o negócio consegue se diferenciar das empresas concorrentes e disponibilizar uma excelente experiência para o consumidor.

Para se tornarem digitais, algumas organizações decidem não contratar os serviços de outras empresas . O que fazem é inserir a transformação digital no setor de marketing. Para isso, contratam profissionais que tenham habilidades, como:

  • comunicação;
  • adaptabilidade;
  • agilidade;
  • colaboração;
  • resiliência.

Além disso, esses colaboradores focam os seus serviços em estratégias de conversão (por exemplo, o funil de vendas) e na experiência do cliente. Outra técnica importante e desejável nesses profissionais são as tech skills – habilidades com tecnologia.

Sem falar da necessidade de conhecerem os conceitos e metodologias do marketing digital. Podemos ressaltar também a prática da gestão financeira e o domínio da língua inglesa. Entre os cargos que mais se destacam na área de vendas e marketing, podemos citar:

  • CX (customer experience);
  • head of growth;
  • gerente de e-commerce;
  • executivo de vendas;
  • gerente comercial.

O resultado desse conjunto de competências em um time interno é a geração de negócios, além de uma maior rentabilidade para a empresa.

E-commerce

Segundo números da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM), o e-commerce brasileiro está em expansão e deve gerar lucros na margem de 106 bilhões de reais. Essa pesquisa reflete uma mudança no comportamento do consumidor que agora recorre à internet para realizar compras.

Devido a essa tendência, as áreas de vendas e marketing das empresas investem em técnicas e ferramentas voltadas para o comércio eletrônico. Esse movimento tecnológico foi potencializado devido a pandemia do COVID-19 e o consequente isolamento social.

Para não perderem vendas, alguns setores comerciais que não tinham uma participação forte no e-commerce começaram a investir no ambiente virtual. Entre essas áreas, podemos citar: alimentos e bebidas, saúde e o petshop.

Mas o que esperar das estratégias de vendas e marketing no comércio eletrônico? Olhando para um futuro não muito distante, após o período de pandemia, as empresas virtuais precisarão de muita inteligência comercial para se destacar em um mercado economicamente fragilizado.

Nesse cenário, a área de marketing focará em gerar visibilidade para o negócio ao mesmo tempo em que se esforça em aumentar o número de clientes, bem como em expandir o mercado de atuação.

Por outro lado, a equipe comercial precisará descobrir as necessidades e desejos dos clientes. Dessa forma, o time oferecerá produtos e serviços personalizados, além de uma excelente experiência de consumo. 

Software de mensuração de dados

Entre as aplicações que seguem como tendências para a área de vendas e marketing está o business intelligence (BI) e o customer relationship management (CRM). O primeiro software é usado para captar informações de mercado que reduzem riscos e aumentam a probabilidade de sucesso dos negócios.

Podemos dizer que o BI insere a inteligência competitiva nos setores de vendas e marketing. Afinal, os dados obtidos auxiliam nas decisões estratégias, eficientes e operacionais. Com o BI, também é possível implementar o benchmarking para estudar boas práticas da concorrência e aplicá-las na sua empresa.

Por outro lado, o CRM é uma ferramenta que ajuda no relacionamento, bem como na construção de uma excelente experiência para os clientes. Quando o profissional de vendas entre em contato com um consumidor, a aplicação permite uma interação mais próxima devido ao histórico já armazenado.

Essa base de dados pode ser utilizada pelo time de marketing com as informações dadas pelo BI, tornando as estratégias de relacionamento com o cliente ainda mais eficazes. Em contrapartida, essas duas aplicações também podem ser usadas pelo setor de recrutamento. Uma vez que a captação de dados de potenciais candidatos e de boas práticas de recrutamento de outras empresas podem inovar processos, além de atrair profissionais talentosos para o negócio.

Como se manter atualizado?

A melhor maneira de estar em dia com as tendências para a área de vendas e marketing é por meio da internet. Hoje em dia, existem fóruns e grupos em redes sociais corporativas que debatem sobre as inovações desses setores. Nesses ambientes, muitos vídeos e artigos são compartilhados — ótimos recursos para atualização.

Outra forma de conhecer tendências é por seguir profissionais renomados da área de vendas e marketing nas redes sociais. Esses atuam como influenciadores digitais e, por isso, sempre divulgam as novidades com muita rapidez.

Podemos citar, ainda, outra dica: acompanhar blogs de empresas dessas áreas ou de setores que têm certa relação com elas. Por exemplo, o blog da Robert Half publica regularmente artigos relevantes sobre tendências e outros temas importantes que ajudam os profissionais a se manterem atualizados.

Enfim, as mudanças são inevitáveis. Que bom! Afinal, a estagnação não promove melhorias, mas a inovação consegue tornar os processos do mundo corporativo cada vez melhores. Cabe aos gestores aproveitarem cada nova tendência para a área de vendas e marketing para avançar com o progresso da empresa.

O que achou de nosso artigo? Quer potencializar o setor de recrutamento da sua empresa? Então, entre em contato com os especialistas da Robert Half!

More From the Blog...