Confira as principais tendências para o mercado financeiro

Por Robert Half on 10 de novembro de 2021
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Depois de um ano em compasso de espera e incertezas, o mercado financeiro se recupera, com a volta dos investidores estrangeiros, oferta de ações, tecnologia em alta e a população mais atenta aos investimentos. Com isso, quais serão as tendências para o mercado financeiro para o próximo ano?

Envie sua vaga

De acordo com o Guia Salarial, o desenvolvimento dos processos de transformação digital facilitou o acesso das pessoas físicas a produtos financeiros e aos investimentos, o que fez com que o volume de investidores na bolsa brasileira de valores mais do que dobrasse nos últimos dois anos. Além disso, a retomada das ofertas de IPO também foi determinante para o aquecimento do mercado financeiro e favoreceu a contratação de analistas de investimentos, M&A e profissionais da área de equity research.

A seguir você confere mais detalhes sobre as tendências do mercado financeiro.

Você pode se interessar também pelas tendências em:

Finanças e Contabilidade

Vendas e Marketing

1. A volta dos IPOs

Sinais de recuperação da economia abrem espaço para novas ofertas iniciais de ações. O ano de 2021 foi marcado pela volta de IPOs (sigla em inglês para Initial Public Offering), o que teve forte influência na retomada da economia em decorrência do avanço da vacinação. A alta no volume de captação das ofertas de ações de janeiro a junho de 2021 foi de 84% (entre IPOs e follow-ons), em comparação ao mesmo período de 2020.

Sendo assim, o cenário favorece a contratação de analistas de investimentos/M&A e profissionais da área de equity research. Além disso, podemos destacar também os CFO (finanças) e os COO (operações) para posições estratégicas nas empresas investidas e profissionais de compliance e relações com o investidor.

2. Democratização dos investimentos

O mercado de investimentos tradicional costumava ser restrito a pessoas com maior poder aquisitivo. No entanto, as fintechs e os bancos virtuais vieram para transformar e democratizar essa situação. A Transformação digital teve um papel importante nesse sentido pois ela facilita o acesso das pessoas físicas a produtos financeiros e aos investimentos.

Para ter uma visualização em números, os investidores na bolsa de valores brasileiro mais do que dobrou em dois anos. Além disso, cresceu a quantidade de mulheres investidoras em torno de 170% entre 2019 e 2021.

Sendo assim, a desburocratização da área amplia mercado de assessoria de investimentos e gera demanda por profissionais de relacionamento com o investidor, principalmente no segmento de alta rena (Private).

3. Fintechs seguem em alta

Entre as tendências no mercado financeiro, as fintechs são um dos pontos principais. Isso porque as empresas de tecnologias para o setor financeiro introduziram mudanças importantes, como o open banking, Pix e o sandbox regulatório, além de tornar o ambiente digital como a principal ferramenta de consumo de serviços financeiros.

Em razão disso, o Brasil se consolida mundialmente como um dos grandes ecossistemas de Fintechs. Desse modo, a distribuição de produtos e serviços por meio de canais não convencionais contribui para a crescente demanda de profissionais focados em inovação digital e experiência do cliente.

A partir disso, e para garantir o enquadramento necessário às regras e normas, os profissionais de área regulatórias também estão em alta nessa realidade mais tecnológica.

4. Aspectos que mais atraem profissionais da área

A retomada do seguimento aquece o mercado de contratação da área. No entanto, o que os melhores talentos consideram na hora de escolher entre uma oportunidade e outra?

Segundo o Guia Salarial, os principais aspectos considerados são:

  • possibilidade de trabalho remoto;
  • investimento em qualificação internacional;
  • remuneração variável;
  • benefícios a longo prazo.

5. Habilidades mais demandadas

A escassez de profissionais com as competências e habilidades necessárias para lidar com as rotinas profissionais dos diferentes cargos é um dos principais desafios para as empresas do mercado financeiro. De acordo com a pesquisa realizada pela Robert Half, mais de 90% dos CFOs enfrentam alguns obstáculos para encontrar talentos realmente qualificados, principalmente em planos sucessórios de carreira.

Isso porque o mercado procura por profissionais de alta performance, com capacidade de resiliência diante aos desafios, que consigam recuperar a saúde financeira do negócio e elevar os ganhos da organização.

Conheça as habilidades técnicas e comportamentais que são tendências no mercado financeiro.

Técnicas

Diante do cenário atual, os profissionais que mais se destacam no setor financeiro são aqueles que possuem visão de negócio, entendem as suas complexidades e conseguem promover as mudanças essências para a organização, mantendo-a competitiva. Entre as principais habilidades, estão:

  • analise estratégica;
  • conhecimento sobre as novas tecnologias;
  • fluência em diferentes idiomas, principalmente o inglês.

Comportamentais

Além das habilidades técnicas, a pesquisa da Robert Half definiu as habilidades comportamentais mais exigidas, que são: 

  • flexibilidade;
  • adaptabilidade;
  • senso de dono;
  • comunicação.

Essas habilidades são fundamentais para que os profissionais consigam lidar com crises, imprevistos, riscos e onerosidade.

6. Certificações mais exigidas

Além da graduação, as certificações no mercado financeiro também são importantes. Conheça algumas das mais exigidas:

  • CFA (Chartered Financial Analyst);
  • CGA (Certificação de Gestores Anbima);
  • CFP (Certified Financial Planner);
  • Ancord (Associação Nacional das Corretoras de Valores).

Guia Salarial Robert Half

No Guia Salarial da Robert Half você encontra a mais completa pesquisa salarial e um estudo sobre tendências de contratação no mercado brasileiro.

Quer saber em primeira mão sobre tendências de outros setores? Siga nossas redes sociais (FacebookLinkedInTwitterYoutube e Instagram)!

More From the Blog...