Como aproveitar a quarentena para fazer uma qualificação profissional?

Por Robert Half on 27 de abril de 2020

A qualificação profissional já é um requisito básico para qualquer pessoa que tem interesse em construir uma carreira sólida no mercado de trabalho, principalmente os mais jovens e menos experientes.

Quando uma empresa lança uma vaga no mercado, ela espera que os candidatos tenham um conjunto de habilidades e competências profissionais para lidar com o cargo. Muitas delas são desenvolvidas por meio da experiência e, na falta dela, por muito estudo.

Nesse sentido, a capacitação profissional consegue incluir essas pessoas no mercado de trabalho. Ela também amplia as possibilidades para que aqueles profissionais que almejam um posicionamento melhor conquistem as vagas desejadas.

Isso porque, embora já tenham certa bagagem, ainda não colecionam experiência em cargos de liderança e podem perder espaço para os concorrentes por conta disso.

Este era o cenário até 2020. A pandemia do Covid-19 transformou a qualificação profissional em uma necessidade para todos os profissionais, pois, quando passar, muita coisa terá mudado no contexto corporativo.

Fazer uma previsão sobre o cenário futuro não é tão simples. Como nenhuma recessão é igual à anterior, os efeitos da paralisação das atividades econômicas ainda são uma incógnita. Por isso, é hora de aproveitar o isolamento para se qualificar.

A tendência é que novas competências sejam exigidas e que algumas modificações que foram praticamente forçadas pela pandemia conquistem de vez o mercado. Um exemplo disso é o home office, que já vinha sendo apontada como uma das promessas para o futuro do trabalho e hoje é o modelo oficial de centenas de empresas brasileiras.

Paralelo os novos modelos de trabalho, explodem as necessidades de novos profissionais, típicas dos períodos em que a economia balança.

Para que você entenda a importância de se qualificar e fique por dentro das oportunidades gratuitas, preparamos este material. Descubra, ainda, o atual contexto do coronavírus no Brasil, como aproveitar a quarentena para estudar, as principais qualificações exigidas no futuro e muitas outras informações relevantes sobre o assunto. Boa leitura!

Qual a importância da qualificação profissional?

Apesar das incertezas a nível mundial, atualmente alguns setores vêm ganhando força. Saúde, tecnologia e logística têm sido reforçados para dar conta das novas demandas do mercado.

O momento também é propício para que os profissionais de outras áreas busquem por qualificação. Há diversas instituições promovendo capacitação online e gratuita e, dependendo do sistema em que as aulas estão hospedadas, pode ser uma ótima oportunidade para desenvolver o networking e colocar em ação quando a crise passar.

Geralmente, a qualificação profissional é importante para adquirir conhecimentos e habilidades. Quando certificada por uma instituição séria, é um instrumento para que as empresas reconheçam que o profissional realmente apresenta um diferencial.

Nesse sentido, é importante ter consciência de que a qualificação profissional não deve ser resumida a um certificado que potencializa o currículo. Além de desenvolver novos conhecimentos e habilidades, investir em certificação de qualidade também contribui com o desenvolvimento pessoal.

Como aproveitar a quarentena para se qualificar?

A palavra quarentena vem da expressão italiana por 40 dias. O termo tem origens na situação de Veneza durante a epidemia da Peste Negra. Durante esse período, as autoridades isolaram os navios que chegavam ao local por 40 dias antes que sua tripulação e passageiros pudessem se juntar à população em geral.

O conceito usado atualmente refere-se ao confinamento de indivíduos para evitar que a sociedade sofra ainda mais com os efeitos devastadores do Covid-19. A quarentena é apontada como a medida mais eficaz para limitar a propagação pelo coronavírus. No entanto, ao mesmo tempo em que é apontada como uma solução, também é um problema.

O paradoxo entre a possível salvação da humanidade e as dificuldades ocasionadas pela perda de rendimentos no período está tirando o sono de muita gente. Isso porque os principais obstáculos são a queda nas receitas e, consequentemente, o desemprego.

Conforme o período da quarentena vai se estendendo, talvez você se pergunte se ainda terá um emprego quando for finalmente libertado. Seja pelo sim, seja pelo não, aproveitar o confinamento para se qualificar só vai trazer benefícios: ou você inicia a próxima etapa do ano com mais conhecimento, ou se prepara para as próximas entrevistas de emprego.

A qualificação pode ser conceituada como o ato de adquirir conhecimento teórico e prático sobre o mercado ou uma área específica. Geralmente é realizada por meio de cursos, treinamentos, workshops e palestras, promovidas pelos próprios empregadores.

No entanto, com o mundo em quarentena, a educação corporativa online, o estudo e a leitura acabam se tornando as opções mais viáveis para o momento. Seja qual for o método escolhido, na hora de procurar o curso ideal, é necessário pensar no tipo de conhecimento que você está buscando. Ele pode ser:

  • para ampliar seus conhecimentos e suas habilidades, desenvolvendo novas competências;
  • para complementar os conhecimentos que você já tem;
  • para a sua atualização;
  • para expandir suas habilidades.

Quais instituições estão oferecendo cursos gratuitos durante a quarentena?

Em épocas em que tudo caminha normalmente, há diversas opções para buscar a qualificação profissional. Com a quarentena, muitas instituições disponibilizaram cursos gratuitos para que as pessoas possam se preparar para a volta ao mercado após o isolamento.

Separamos algumas delas para que você possa encontrar os cursos mais adequados ao seu perfil. Vale lembrar que a qualificação profissional é importante em qualquer estágio da carreira, portanto, aproveite o período para criar o hábito de se atualizar constantemente.

Anhembi Morumbi

A instituição de ensino paulista e particular Universidade Anhembi Morumbi liberou 16 cursos gratuitos, com 1h a 3h de duração no site da instituição.

O aluno tem direito a assistir às aulas e, ao final, recebe certificação.

EnglishBay

Por meio do YouTube, a EnglishBay oferece o curso completo de inglês "Aprenda Falando", enquanto o decreto da quarentena estiver vigente no estado de São Paulo.

As lições estão separadas em 7 modelos, com 10 aulas cada e contam com material teórico e prático, para que os estudantes possam exercitar o conteúdo e fixar melhor o conhecimento.

Faber-Castell

Faber-Castell não é só a fabricante dos lápis mais famosos do Brasil, ela também conta com uma plataforma de cursos. Ela abriu suas aulas de maneira gratuita para que sejam aproveitadas durante a pandemia.

São 17 cursos disponíveis para adultos e crianças. Uma alternativa perfeita para distrair os pequenos enquanto se qualifica ou trabalha.

Harvard

Uma das mais famosas instituições de Ensino Superior do mundo, a Universidade norte-americana liberou mais de 100 cursos gratuitos em diversas áreas. Arte, Design, Ciências Sociais, História e Ciência Ambiental estão disponibilizando aulas totalmente em inglês e com certificação.

Instituto Federal do Rio Grande do Sul

O moodle do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) está aberto e disponibilizando cursos online com certificação nas seguintes áreas:

  • ambiente e saúde;
  • ciências exatas;
  • ciências humanas;
  • educação;
  • gestão e negócios;
  • idiomas;
  • informática;
  • produção alimentícia;
  • recursos naturais;
  • turismo e hospitalidade.

Instituto TIM

Você sabia que a TIM tem um instituto voltado para a qualificação em áreas como empreendedorismo e tecnologia?

Instituto TIM Tec é uma plataforma de cursos online livres, abertos e gratuitos, concedendo certificados de mais de 40 horas, alinhadas ao Eixo Tecnológico do Pronatec, voltados a profissionais e professores.

Cada aula é dividida em capítulos, com vídeos de até 5 minutos e exercícios práticos que ajudam a fixar o conhecimento.

LinkedIn

LinkedIn também entrou na onda e liberou um conteúdo que vai ajudar muita gente a vencer as dificuldades do trabalho home-office. O curso “Trabalho Remoto: Colaboração, foco e produtividade” está disponível gratuitamente na rede.

PUCRS

A Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Su(PUCRS) também entrou na dança e liberou três cursos gratuitos e com certificação:

  • produtividade, gestão de tempo e propósito;
  • lifelong learning;
  • como alcançar os objetivos profissionais e metas financeiras.

SAS

SAS Educação, preocupada com os conteúdos do Ensino Médio, lançou o SAS Ao Vivo, para que a população tenha acesso ao conteúdo transmitido em sala de aula no dia a dia. Muito útil para quem vai fazer o Enem ou está precisando ocupar os filhos enquanto se qualifica.

Senai

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) disponibilizou 12 cursos online gratuitos e com certificação nos seguintes temas:

  • consumo consciente de energia;
  • desenho arquitetônico;
  • educação ambiental;
  • empreendedorismo;
  • finanças pessoais;
  • fundamentos de logística;
  • logística de programação;
  • metrologia;
  • noções básicas de mecânica automotiva;
  • propriedade intelectual;
  • segurança do trabalho;
  • tecnologia da informação e comunicação.

Stoodi

Stoodi é um curso preparatório para vestibular e Enem, que opera integralmente em sua plataforma. Pensando nos estudantes que tiveram suas aulas suspensas e podem ter seu desempenho nas próximas prejudicado, ele está oferecendo acesso gratuito aos seus conteúdos.

São 5 mil horas de videoaulas e listas de exercício para que os estudantes possam continuar se preparando para os processos seletivos.

Udemy

Udemy é uma rede bastante popular de educação corporativa e está contribuindo com a atualização e formação profissional por meio de 400 cursos gratuitos, que vão desde o básico do Excel até programação para crianças. Uma ótima oportunidade para se qualificar e promover conhecimento para os filhos durante o home-office.

Unesp

Quem está buscando desenvolver seus conhecimentos na língua inglesa também pode optar pelo curso oferecido pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Ele está disponível no site da instituição como Escrita em Língua Inglesa através do Ensino a Distância.

USP

Se a Harvard é uma das mais populares universidades do mundo, no Brasil temos a USP ocupando o topo das instituições mais desejadas para uma formação de qualidade. E está disponibilizando certificação gratuita nas seguintes áreas:

  • biologia;
  • ciência da computação;
  • design;
  • marketing;

Vale a pena entrar na plataforma Coursera, conferir os 17 cursos online e escolher um para potencializar a qualificação profissional neste período.

Quais serão as principais qualificações exigidas no futuro?

De forma simplista, as preocupações com os reflexos da pandemia se resumem à relação da falta de consumo, lucratividade e manutenção dos empregos. No entanto, o problema pode ser um pouco mais complexo: a quarentena está evidenciando os postos de trabalho não essenciais, independentemente do volume de vendas das empresas.

Mais do que isso, ela ainda destaca as deficiências do sistema capitalista e vai exigir uma mudança radical nas demandas do mercado, tanto em empregos, como em qualificações.

O Covid-19 ainda é recente, mas os impactos iniciais sofridos na China e Itália, junto com da análise da atual situação do Brasil já permitem alguns desenhos sobre as profissões do futuro e suas qualificações. Aparentemente, as seguintes áreas ganham força:

  • empresas que sabem ou descobriram que não precisam das lojas físicas para vender;
  • prestadores de serviços de saúde e assistência social;
  • empresas farmacêuticas focadas em minimizar os efeitos de uma doença;
  • redes de supermercado que conseguiram construir uma forte presença online rapidamente em meio ao caos;
  • serviços de tecnologia que atendem profissionais que trabalham em home-office;
  • designers de jogos, já que a gamificação pode ser usada no entretenimento, na educação e nas atividades profissionais.

Perceba que, entre as áreas citadas, a tecnologia ganha destaque. A atividade se encaixa em todas as promessas para o futuro e certamente está presente no cotidiano de milhões de famílias durante o isolamento.

O papel da tecnologia

As escolas estão fechadas e todos, do ensino fundamental à faculdade, ficam presos em casa. Se de um lado as instituições disponibilizaram o ensino EAD para que os estudos não sejam pausados, do outro temos os jogos online para distração e interação.

Crianças e adultos estão jogando para se divertir. Se avanços tecnológicos já permitiam a interação entre os jogadores, hoje ele é fundamental para que as pessoas continuem socializando mesmo isoladas.

As chamadas de vídeo entre familiares e amigos também popularizaram. Um breve passeio pelas redes sociais revelam centenas de printscreen das telas dos celulares, unindo pessoas que moram perto e longe pela tela dos smartphones.

Esses hábitos tendem a permanecer mesmo após o final da quarentena, fazendo com que os empregos nesse espaço sejam mantidos e levando ao aumento das oportunidades para atender as demandas.

Em recente artigo publicado na Forbes, as empresas de tecnologia continuam abrindo vagas de emprego. Apesar das demissões em massa em muitas áreas e as preocupações com a queda de muitos mercados, o isolamento acelerou a sua transformação digital, exigindo profissionais qualificados para suprir essas necessidades.

Portanto, se você se identifica com a área da tecnologia ou sempre teve vontade de saber mais sobre o mundo da computação, talvez seja a hora perfeita para investir na qualificação em TI.

Habilidades exigidas

Independentemente da área de atuação, é preciso manter o foco nas habilidades exigidas para o futuro. A comunicação é uma delas.

Saber dialogar será sempre um aspecto muito valorizado pelas empresas, sendo apontada como uma das skills essenciais para que um profissional possa evoluir na carreira. Após a quarentena, a comunicação em tempos de crise acaba ganhando força.

Já na área da tecnologia, não basta apenas ser um analista de sistemas ou de dados competentes. É necessário desenvolver ser um profissional detalhista e resiliente.

Quais são as consequências de não se qualificar profissionalmente?

Não é errado falar que o coronavírus mudou o mercado de trabalho muito rapidamente. O surto global impactou seriamente a economia e a segurança no emprego em praticamente todos os países, causando impactos duradouros e que podem ser considerados revolucionários.

Contudo, também não é errado pensar que setores, empresas e trabalhadores vão sair dessa pandemia ainda mais fortalecidos e, quem não estiver preparado para se adequar à nova realidade, vai ficar para trás.

Pessoas que trabalham nas áreas mais prejudicadas, como turismo, podem perder seus empregos. Ninguém está viajando, jantando fora, ficando em hotéis ou indo a eventos. Se essa tendência continuar mesmo após o final do surto, a falta de qualificação pode dificultar ainda mais a reinserção desses profissionais no mercado de trabalho.

Qual a importância do idioma na qualificação profissional?

Dominar um segundo idioma não é uma exigência do mercado atual. Saber se comunicar em inglês, espanhol, francês ou mandarim são solicitações frequentes em oportunidades de emprego.

Segundo a Organização Cambridge English, aproximadamente 85% das organizações internacionais usam o inglês como um dos idiomas de trabalho. Mesmo em países que falam outras línguas, o inglês é o instrumento oficial que permite a comunicação.

As habilidades linguísticas se dividem entre leitura, fala e escrita. Grande parte das empresas aponta a leitura como a mais importante delas, seguida pela fala.

No entanto, para ler e falar bem, é necessário começar pela compreensão auditiva. Se você conseguir atingir um alto nível de compreensão, a tendência é facilitar a aquisição das outras habilidades relacionadas à língua estrangeira.

Dito isso, aproveite as horas de lazer entre as qualificações e o home-office para ouvir música, assistir filmes e séries no idioma que pretende aprender ou praticar. Os programas de streaming, como a Netflix, disponibilizam um vasto catálogo de produções de vários países, na língua original.

Não há dúvidas de que o coronavírus afetou a economia e o mercado de trabalho de uma forma totalmente inesperada. Ninguém estava preparado para lidar com a quarentena e as dúvidas sobre o futuro das profissões, dos empregos e dos contratos são frequentes e assombram grande parcela dos profissionais.

Por isso, é importante correr atrás da aquisição de novas competências relacionadas ao trabalho, atualizando o conhecimento e aprimorando as habilidades. Todos devem estar preparados para a retomada da economia após a crise global. Quanto mais qualificada for a mão de obra, o país terá menos dificuldade para se reerguer.

A qualificação profissional é uma forma de expandir o conhecimento e um investimento importante em qualquer cenário. Além disso, na atual situação do mundo, é uma saída para manter a motivação e a confiança.

Contribua para que seus amigos não desanimem. O período é difícil para todos. Compartilhe este post nas redes sociais.

More From the Blog...