Mais da metade dos empregadores exige fluência ou nível avançado em um segundo idioma

De acordo com o Índice de Confiança da Robert Half (ICRH), a preferência é pelo inglês, seguido do espanhol e francês

De acordo com o Índice de Confiança da Robert Half (ICRH), a preferência é pelo inglês, seguido do espanhol e francês

Ainda que a frustração quanto ao crescimento econômico e a expectativa quanto às eleições do País tenham causado a queda de confiança dos profissionais qualificados quanto ao mercado de trabalho atual (de 30,9 pontos em abril de 2018 para 28,8 pontos em julho de 2018) e futuro (de 50,2 pontos para 47,1 pontos), conforme mapeou a 5ª edição do Índice de Confiança da Robert Half – ICRH (link - https://www.roberthalf.com.br/indice-confianca), o momento não deve ser encarado como um período de estagnação e sim de planejamento para quando a retomada for reestabelecida. Essa é a recomendação dos especialistas da Robert Half, responsáveis pela produção do estudo trimestral desde agosto de 2017.

Para os profissionais, o alerta é com relação à necessidade de qualificação em idiomas. O ICRH aponta que 51% dos 387 recrutadores entrevistados exigem fluência ou nível avançado em um segundo idioma, com preferência para o inglês e seguido do espanhol e inglês. Alemão e mandarim estão empatados na quarta colocação. Porém, ainda há um universo significativo de profissionais que declararam não possuir a habilidade: 40% entre os desempregados; e 34% entre os empregados.

“Hoje, a exigência do inglês não está restrita a cargos altos ou grandes companhias. Um estagiário, analista júnior ou recepcionista de uma empresa de médio porte que mantenha relações com organizações de outros países precisa do idioma nas tarefas diárias. Para cargos elevados, a qualificação é obrigatória”, explica Maria Sartori, gerente sênior de recrutamento da Robert Half. 

A 5ª edição do Índice de Confiança Robert Half é resultado de uma sondagem conduzida pela Robert Half entre os meses de julho e agosto de 2018. No total, foram entrevistados 1161 profissionais qualificados, ou seja, com 25 anos de idade ou mais e formação superior completa. O grupo foi assim dividido: 387 empregados, 387 desempregados e 387 recrutadores - profissionais com poder de decisão sobre o preenchimento de uma vaga dentro das empresas - de diferentes regiões do País.

Mapeamento do Índice de Confiança Robert Half – ICRH (link: https://www.roberthalf.com.br/indice-confianca):

Pesquisa com recrutadores (profissionais que têm poder de decisão sobre o preenchimento de uma vaga dentro das organizações, incluindo líderes, gestores e profissionais de RH):

De maneira geral, sua empresa exige dos profissionais fluência ou nível avançado em outro idioma além da língua portuguesa?

% dos respondentes que concordam

Sim

51%

Não

49%

Quais idiomas sua empresa mais valoriza? (Pode marcar mais de uma)

% dos respondentes que concordam

Inglês

51%

Espanhol

24%

Francês

5%

Alemão

3%

Mandarim

3%

Italiano

2%

Japonês

1%

Outros

1%

Pesquisa com profissionais qualificados (com 25 anos de idade ou mais e formação superior completa):

Possui fluência ou nível avançado em outro idioma além da língua portuguesa?

Desempregados

Empregados

Sim

60%

66%

Não

40%

34%

Em qual(is) idioma(s) possui fluência ou nível avançado (Pode marcar mais de um)?

Desempregados

Empregados

Inglês

93%

93%

Espanhol

42%

39%

Francês

5%

4%

Alemão

1%

2%

Italiano

5%

2%

Japonês

1%

0%

Mandarim

0%

0%

Outros

1%

2%