Networking: o que é e para que serve

Networking: o que é e para que serve

Por Adriana Fonseca

Praticar o networking nada mais é do que trabalhar a sua rede de contatos. É uma ferramenta que vem ganhando cada vez mais destaque, ainda que não seja nova, e que viabiliza a construção de relações com pessoas do seu entorno profissional.

Para que serve?

Uma sólida rede de relacionamentos ajuda em diferentes aspectos: obter informações relevantes, aprofundar relações com clientes, tornar mais conhecida a empresa ou uma ideia de negócio, aumentar a visibilidade do profissional, detectar oportunidades de negócio, desenvolver a carreira e, por fim, vender.

Quem faz parte do networking?

A rede de relacionamentos é composta por diferentes perfis, desde a família ampliada, passando pelos amigos e colegas da faculdade e do trabalho, até outras pessoas do seu campo de atuação e aqueles que são de outras áreas, mas têm interesses em comum.

Como manter a comunicação?

Encontros pessoais são ótimos, claro. Nada como o “cara a cara” para solidificar relações. Mas a verdade é que nos dias de hoje não dá para encontrar todo mundo da rede de relacionamento sempre. Por isso, telefone, WhatsApp, e-mail e redes sociais também são bastante eficientes.

Como aumentar a rede de contatos?

Para começar, defina a sua marca pessoal: o que você oferece e qual é o seu objetivo. Para o primeiro, leve em conta os seus valores, paixões e atributos pessoais. Para o segundo, pense no que quer obter: conseguir outro trabalho, ter contatos melhores para a sua empresa, ganhar reconhecimento do mercado, etc.

Depois, crie perfis nas redes sociais de acordo com a sua marca, use fotos profissionais nesses sites, mantenha um currículo atualizado ou um prospecto da sua empresa, crie uma assinatura para os seus e-mails e faça cartões de visita.

Em seguida, defina seu público-alvo - normalmente são as pessoas que vão ajudá-lo a conquistar seus objetivos. Pode ser seu próximo chefe, cliente ou investidor, uma pessoa capaz de influenciar quem tem o que você quer ou uma equipe que vai apoiar você. Não tente impactar todo mundo.

Por fim, comece o contato. Isso inclui ser ativo nas redes sociais para dar visibilidade ao seu nome. Como? Compartilhar conteúdo e fazer comentários produtivos são duas opções interessantes.

Também faz parte do processo entrar em contato direto com seu público-alvo.

Tenha em mente que é preciso criar valor para os demais, porque a rede de relacionamentos é uma troca. Paciência e perseverança são fundamentais, porque empecilhos vão aparecer.

Além do que já falamos, também é válido participar de conferências e eventos que facilitem novos contatos, envolver-se com associações, dar aulas, escrever colunas de opinião e entrar em contato com colegas de profissão para trocar experiências. Boa sorte!

 

Adriana Fonseca é jornalista, tem 14 anos de experiência na cobertura de carreiras e empreendedorismo e já publicou no jornal Valor Econômico, na Folha de S.Paulo e na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Tags: Carreira

Compartilhar essa página