5 formas de reter talentos sem aumentar salário

Por Robert Half 17 de maio 2018

Por Adriana Fonseca

Reter bons profissionais nas empresas hoje talvez seja mais difícil do que anos atrás, quando o ideal de vida da maioria das pessoas era ingressar em uma companhia e ali fazer carreira até se aposentar. O que vemos nos dias atuais, principalmente entre os mais jovens, é uma vontade de passar por diferentes experiências ao longo da vida profissional, e por isso esses profissionais estão constantemente em busca de novos trabalhos.

Ainda assim, há algumas coisas que podem ser feitas para aumentar o tempo de um jovem profissional na empresa. As dicas a seguir são do executivo Harry West, vice-presidente da Appirio, companhia de serviços de tecnologia com sede na Califórnia, Estados Unidos. Veja só:

Encorage flexibilidade

Jovens profissionais querem mobilidade e flexibilidade no ambiente de trabalho. Foi-se o tempo da jornada engessada de trabalho que ia das 9h às 18h. O que engaja hoje é jornada flexível, possibilidade de trabalhar a distância, períodos sabáticos e por aí vai. Profissionais que têm flexibilidade não são somente mais felizes, são também mais produtivos.

Suba o nível da estratégia de engajamento dos funcionários

Somente 33% dos novos funcionários estão completamente engajados em seus novos empregos. É uma estatística desapontadora, levando-se em conta o esforço de muitas empresas para criar uma boa experiência inicial para seus colaboradores. Investir tempo e dinheiro na estratégia certa pode assegurar dados melhores. Tendências nessa área são softwares colaborativos que impedem os gestores de exercer seu poder e isolar seletivamente os novos funcionários e transformação completa nos processos do dia a dia, como maus hábitos de e-mail.

Crie um programa atraente para recém-formados

O número impressiona: 77% dos estudantes permanecem no primeiro emprego por menos de um ano. Em um esforço para mudar essa situação, muitas empresas de tecnologia estão criando e implementando programas que nutrem o talento dos estudantes. Algumas dessas organizações oferecem bolsas de estudo de longo prazo que proporcionam aos jovens oportunidades de imersão em vários departamentos da empresa. Já outras organizações criaram programas intensivos de curto prazo que oferecem aos recém-formados uma oportunidade de aprimorar as habilidades de negócio, aprendendo a liderar.

Assegure que o processo de seleção seja o mais simples possível

Cerca de 70% dos trabalhadores dizem ser mais propensos a permanecer em um emprego em uma nova empresa por três anos ou mais quando passam por um processo de seleção favorável. O processo seletivo é o primeiro ponto crucial para retenção de futuros colaboradores. Tornando o processo suave, rápido e livre de sofrimento a empresa passa a mensagem de eficiência e transparência aos seus talentos.

Ofereça críticas construtivas frequentemente

Críticas negativas podem matar a motivação dos profissionais mais produtivos. Há hora e local para críticas construtivas, mas cuidado com a forma como esse feedback é dado. Considere rever as avaliações anuais e opte por comunicações mais honestas e diretas. Reuniões consistentes, presenciais e individuais são uma ótima forma de transmitir críticas construtivas, dar feedbacks e aconselhamentos.

* Adriana Fonseca é jornalista, tem 15 anos de experiência na cobertura de carreiras, empreendedorismo e startups. Já publicou nos jornais Valor Econômico e Folha de S.Paulo e na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Guia Salarial da Robert Half

No Guia Salarial da Robert Half você encontra a mais completa pesquisa salarial e um estudo sobre tendências de contratação no mercado brasileiro.

More From the Blog...