O que não fazer em um processo de seleção?

Por Adriana Fonseca

Com uma certa frequência aparecem listas sobre quais são as perguntas mais comuns feitas pelos headhunters. Aqui mesmo no blog nós já fizemos mais de uma lista com esse tema, e esse tipo de artigo é sempre muito útil para o profissional se preparar para sua próxima entrevista de emprego.

Desta vez, no entanto, decidimos perguntar algo diferente aos recrutadores da Robert Half. Eles responderam quais atitudes dos candidatos incomodam mais durante o processo de seleção. Está preparado para conhecer as respostas? Veja, abaixo, uma lista de atitudes que incomodam os headhunters e fique atento em sua próxima entrevista.

Ansiedade excessiva

Candidatos que ligam a todo momento, pedindo feedback, incomodam. Uma ligação ou um e-mail eventualmente são aceitáveis, mas ligar a cada quatro ou cinco dias, insistindo em um retorno, acaba mais atrapalhando do que ajudando.

Falta de comprometimento

Agendar uma entrevista com o headhunter ou a empresa que está contratando e não comparecer sem dar satisfação incomoda. É uma atitude que demonstra descaso e o recrutador acaba não sentindo mais confiança no profissional. Imprevistos acontecem, e até mesmo mudar de ideia em relação à vaga, mas é preciso avisar.

Não escutar o entrevistador

Ir à entrevista de emprego e não estar, de fato, presente naquele momento também incomoda o headhunter. Já que você se dispôs a participar do processo de seleção, esteja 100% presente na conversa com o recrutador.

Usar roupa inadequada e perfume forte

Esse item é assunto recorrente. Por mais que se fale, ainda tem gente que não sabe se vestir adequadamente para uma entrevista de emprego. É claro que o figurino vai depender do perfil da empresa contratante, pois existem culturas corporativas mais formais e outras menos. Mas o fato é que maquiagem exagerada, perfume forte e um modelo de roupa que destoe do padrão da empresa que está contratando podem ser mal vistos.

Ser prolixo

Falar demais e esquecer de mencionar o que realmente importa faz qualquer candidato perder pontos em uma entrevista de emprego. Prepara-se para a conversa com o headhunter e tenha em mente os resultados que você já alcançou em empregos anteriores bem como as experiências que gostaria de compartilhar. Isso vai ajudar a ir direto ao ponto.

Ser monossilábico

Oposto ao prolixo, o candidato monossilábico também não se ajuda. Dizer apenas sim ou não enfraquece as suas qualidades. Procure responder as perguntas do headhunter com detalhes, sempre indo direto ao ponto.

Não ser transparente

Nem é preciso dizer que meias verdades são mentiras. Seja honesto com o recrutador. Diante de uma pergunta, fale sempre sobre algo que realmente tenha acontecido em sua vida profissional. Não invente histórias.

* Adriana Fonseca é jornalista, tem 15 anos de experiência na cobertura de carreiras, empreendedorismo e startups e já publicou no jornal Valor Econômico, na Folha de S.Paulo e na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

 

Compartilhar essa página