Dia da mentira: a importância de falar a verdade

Por Fernando Mantovani on 1 de abril de 2022
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Por Fernando Mantovani

Uma mentira descoberta coloca em dúvida todas as verdades ditas. Essa é uma das máximas do mercado de trabalho que nunca saem de moda e que deve ser exaltada nesse Dia da Mentira. Eu mesmo já vi profissionais de diferentes níveis hierárquicos perderem a vaga e a credibilidade, por tentar iludir o recrutador ou por terem uma mentira descoberta depois da contratação. Para 55% dos 300 executivos entrevistados pela Robert Half, mentiras no currículo ou na entrevista é o principal erro que um candidato pode cometer, à frente de chegar atrasado à seleção, falar mal do empregador anterior, não conhecer pontos do próprio currículo e não desligar o celular durante o bate-papo.

Por mais bem envelopada que esteja a sua mentira, um recrutador experiente terá muitas chances de chegar até ela. Às vezes, por meio de perguntas ou abordagens que você nem vai perceber. Além disso, existe a prática de checagem de referências, que costuma desmentir muitas pessoas. Aqui na Robert Half, por exemplo, nessa etapa os consultores ampliam a lista de indicações por conta própria, com nomes que vão além dos indicados pelo candidato.

ENVIE SEU CURRÍCULO

Cinco mentiras que estão no radar de todo recrutador experiente

Nesses quase 15 anos de experiência no mercado de recrutamento e seleção, você deve imaginar que eu já vi muita coisa em termos de mentira durante o processo seletivo. Mas as mais recorrentes estão relacionadas a:

Idioma

Ter fluência em um segundo idioma é uma mentira muito popular, porém é também a mais fácil de ser detectada. Se a vaga pede boa capacidade para se comunicar em inglês, tenha certeza de que essa habilidade será testada em algum momento da conversa com o recrutador.

Experiência

Não supervalorize a sua passagem por cargos ou empresas. Um recrutador experiente vai perceber a sua mentira ao checar referências ou pedir detalhes sobre a sua rotina, incluindo projetos e contato com outros profissionais.

Formação

É difícil de acreditar, mas mesmo em cargos de média e alta gestão há profissionais que dizem ter formação superior completa, quando ainda têm matérias pendentes no curso. Se descoberta após a contratação, essa mentira pode causar demissão.

Salário

Não caia na tentação de supervalorizar o salário que vinha recebendo na tentativa de conseguir maior remuneração no próximo emprego. Tenha certeza de que o recrutador vai confrontar o dado que você informou com estudos do mercado, registro da sua carteira de trabalho ou sondagem com outras pessoas que trabalhavam com você.

Motivo do desligamento

Não é vergonha passar por uma demissão. Também não é demérito pedir desligamento por um mau relacionamento com alguém ou por não ter se adaptado a algo. O que você precisa é, sem falar mal do antigo emprego, demonstrar o quanto aprendeu e evoluiu com a experiência.

O mundo corporativo é muito menor do que imaginamos e mais rotativo do que podemos supor. Um membro da sua equipe de hoje pode ser o seu líder amanhã em outra organização. Aquela pessoa que você conheceu em um evento pode ser quem vai te indicar para a vaga naquela empresa dos seus sonhos. Então, não se deixe prender a mentiras, por menores que elas sejam. Valorize a sua carreira e aproveite a oportunidade de destacar os pontos fortes de sua trajetória profissional. Faça isso de maneira consciente e verdadeira. 

Envie sua vaga

​Como eu acredito que esse é um assunto sobre o qual vale ampliar a reflexão, deixo mais uma dica aos candidatos. Ouçam o podcast Robert Half Talks sobre como a mentira se tornou o principal motivo de eliminação de candidatos num processo seletivo.

*Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half para a América do Sul e autor do livro Para quem está na chuva… e não quer se molhar

Saiba como os recrutadores da Robert Half podem ajudar você a construir uma equipe talentosa de colaboradores ou avançar na sua carreira. Operando em mais de 300 locais no mundo inteiro incluindo nossas agências de empregos de São Paulo. A Robert Half pode te fornecer assistência onde e quando você precisar.

*por Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half para a América do Sul e autor do livro Para quem está na chuva… e não quer se molhar

More From the Blog...