Avaliação de desempenho como melhoria para o crescimento individual e organizacional

Por Fernando Mantovani

A melhor forma de um gestor demonstrar que está de olho no trabalho de um colaborador, avaliando seus resultados e metodologia, é acompanhando de perto as atividades realizadas. A ideia não é ficar em cima do funcionário, mas sim identificar pontos que necessitam melhoria, valorizar boas práticas e conhecimentos e analisar a postura profissional de cada membro da equipe, com o objetivo de incentivar o crescimento individual e organizacional.

Mas como fazer isso de maneira eficaz e produtiva? Um método muito utilizado é a Avaliação de Desempenho do colaborador. A avaliação de desempenho é uma ferramenta de gestão de pessoas que visa analisar o desempenho individual ou de um grupo de funcionários em uma determinada empresa. Neste processo, o gestor avalia fraquezas e limitações dos funcionários, buscando identificar necessidades de treinamento ou até mesmo remanejamento do indivíduo para outras funções em que poderia render melhor. Além disso, é possível identificar novos talentos dentro da própria organização, por meio da análise do comportamento e das qualidades de cada indivíduo.

Medo do desconhecido

Muito eficiente para a empresa, a avaliação de desempenho ainda gera desconforto entre os funcionários, principalmente por insegurança e ansiedade.

Para diminuir essa sensação e fazer do processo um hábito saudável para ambas as partes, os gestores têm um papel importante:

  • Comunicação: faça com que os colaboradores desempenhem um papel ativo no processo de avaliação, ou seja, que saibam as etapas, quais as pessoas que estarão envolvidas, como o feedback será dado etc.
  • Objetividade: deixe claro o que espera que eles façam para que haja uma melhora de desempenho e as metas sejam atingidas. Para isso, é importante que a pessoa avaliada saiba, sem quaisquer dúvidas, quais são suas atividades e o que elas implicam para o dia-a-dia da empresa.
  • Clareza: a avaliação de desempenho não visa somente aumento de salário, mas sim o aprimoramento profissional e o alcance de metas organizacionais. Deixe isso sempre claro para seus colaboradores.

Ganho conjunto

Manter este tipo de avaliação pode trazer muitos benefícios e mudanças positivas na gestão de pessoas de uma organização, seja ela pequena, média ou de grande porte. Quando feita de maneira correta e programada, e com certa frequência, a avaliação permite ao gestor se aproximar de sua equipe, melhorar o clima de trabalho, investir em treinamento, melhorar a produtividade, desenvolver os métodos de remuneração, ampliar a eficiência etc.

*Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half

 

Compartilhar essa página