Trabalho flexível: infraestrutura e comunicação são os principais desafios dos gestores

May 31, 2017

Profissionais de diferentes segmentos, áreas, cargos e idades têm valorizado cada vez mais oportunidades de trabalho que contribuam para uma melhor qualidade de vida. Entre as flexibilidades mais desejadas estão horário de expediente menos rígido e o home office.

Uma pesquisa da Robert Half, porém, aponta que mais da metade dos gestores entrevistados no Brasil esbarram em duas questões que os impedem de oferecer um modelo de trabalho flexível aos seus colaboradores: infraestrutura insuficiente de TI, como acreditam 57% dos questionados; e comunicação insuficiente durante as atividades, apontada por 48% dos executivos ouvidos. A pesquisa foi realizada em janeiro de 2017, com base na percepção de 100 CFOs.

Quais desafios enfrentam as empresas quando oferecem a oportunidade de trabalho flexível para seus funcionários?

Desafios % de CFOs que acreditam

Infraestrutura insuficiente de TI

57%

Comunicação insuficiente

48%

Baixa confiabilidade na equipe

38%

Necessidade de os colaboradores estarem presente fisicamente

31%

Gerente de divisão da Robert Half, Caio Arnaes ressalta que, ao oferecer um modelo de trabalho flexível, a companhia tende a criar um diferencial competitivo na atração e retenção de profissionais qualificados. “Algumas funções mais específicas exigem a presença física do profissional, mas, em geral, os colaboradores têm visto muito mais sentido em serem cobrados por produtividade e não pelo número de horas trabalhadas”, explica.

Arnaes alerta, porém, para a necessidade de atenção dos profissionais beneficiados quanto ao cumprimento de prazos e metas. “A flexibilidade no trabalho só é eficiente quando está relacionada a profissionais com foco, disciplina e organização para cumprir metas sem a necessidade de supervisão constante”, completa.

Sobre a Robert Half

A Robert Half é a primeira e maior empresa de recrutamento especializado no mundo, selecionando profissionais para oportunidades permanentes e projetos. Fundada em 1948 nos Estados Unidos, a empresa opera no Brasil desde 2007, oferecendo profissionais especializados nas áreas de finanças, contabilidade, mercado financeiro, seguros, engenharia, tecnologia, jurídico, recursos humanos, marketing e vendas e cargos de alta gestão. Ao todo são 325 escritórios na América do Norte, Europa, Ásia, América do Sul e Oceania. Em 2017, a Robert Half foi novamente eleita uma das “Empresas Mais Admiradas do Mundo”, de acordo com pesquisa da Revista Fortune. Há 18 anos, a empresa está presente em um dos mais importantes rankings do mundo.

Contato equipe de comunicação