Sugestão de pauta: Janeiro Branco e a saúde mental nas empresas

Estudo da Robert Half em parceria com a The School of Life consultou os 491 profissionais sobre impactos da saúde mental no ambiente de trabalho

Em 2022 a campanha “Janeiro Branco #OMundoPedeSaúdeMental”, idealizada por um grupo de psicólogos de Uberlândia, em 2014, chega à 9ª edição. O movimento aproveita o sentimento de renovação do início do ano para alertar sobre a importância de uma cultura de saúde mental ao longo de todos os meses e em todas as frentes da vida.  

Para repercutir o tema e tratar sobre os aspectos da Inteligência Emocional e Saúde Mental no Ambiente de Trabalho, sugerimos uma entrevista com os especialistas da Robert Half e da The School of Life sobre uma pesquisa que apontou que a ansiedade foi o principal impacto da pandemia na saúde mental de 63,51% dos 296 líderes e 64,10% dos 195 liderados de diversas regiões do Brasil.

O levantamento ainda aponta que:

  • Apenas 12,50% dos líderes e 7,69% dos liderados afirmaram não terem sofrido abalo na saúde mental durante a pandemia.
  • Além da ansiedade, a lista de impactos na saúde mental dos líderes aponta estresse (47,64%), insônia (27,36%), burnout (19,59%) e depressão (9,80%) entre os impactos da pandemia na saúde.
  • Já entre os liderados, após a ansiedade, aparecem: desânimo (51,79%), estresse (46,15%), insônia (16,41%), depressão (10,26%) e burnout (8,72%).
  • O nível de preocupação das empresas aumentou, mas ainda há espaço para evolução - Entre os 491 profissionais entrevistados (líderes e liderados), 60,97% afirmaram que, nesse período de pandemia, sentiram o aumento do nível de preocupação das empresas nas quais atuam com relação ao bem-estar e à saúde mental da equipe.
  • Ainda assim, uma parcela (10,68%) afirma que a organização na qual trabalha não se preocupa com o tema e 37,86% dos profissionais dizem não sentir que têm liberdade para expor seus sentimentos e emoções no ambiente de trabalho.
  • Falta de engajamento ou produtividade nem sempre está relacionada a questões técnicas - Mais da metade dos líderes (52,03%) e dos liderados (58,46%) admitiram que, em algum momento desse período de pandemia, deixaram de produzir ou se engajar no trabalho por estarem emocionalmente abalados.
  • Um fator que preocupa bastante nesse cenário é que uma parte dos profissionais entrevistados (15,88% dos líderes e 14,36% dos liderados) relataram que simplesmente não têm cuidado da própria saúde mental e emocional.  

Sobre a Robert Half:

É a primeira e maior empresa de recrutamento especializado no mundo. Fundada em 1948, a Robert Half opera no Brasil selecionando profissionais permanentes e para projetos especializados nas áreas de finanças, contabilidade, mercado financeiro, seguros, engenharia, tecnologia, jurídico, recursos humanos, marketing e vendas e cargos de alta gestão. Ao todo são mais de 300 escritórios na América do Norte, Europa, Ásia, América do Sul e Oceania. Em 2022, a Robert Half foi novamente considerada pela Fortune uma das empresas mais admiradas do mundo. A Robert Half integra também o Índice de Igualdade de Gênero da Bloomberg, graças ao seu compromisso em promover a igualdade e proporcionar uma cultura que apoia a diversidade.

 

Mais informações para a imprensa:

RPMA Comunicação

Aline Zuliani (11) 99238-2917

[email protected]

Giulia Szpektor (11) 94386-9965

[email protected]