Muito além das montanhas

12 de janeiro 2014

 

Qualidade de vida, foco de atração de empresas multinacionais e profissionais altamente qualificados. Essa combinação de fatores define o bom momento do mercado de Minas Gerais na área de recrutamento. Com escritório na cidade de Belo Horizonte desde 2010, a Robert Half vê que o mercado mineiro vem amadurecendo e se profissionalizando em todas as áreas. “Minas Gerais sempre foi um estado conhecido pelos setores de mineração, siderurgia e automotivo, que criaram uma vocação industrial para a região”, afirma Flávia Alencastro, gerente do escritório de Belo Horizonte da Robert Half.

As oportunidades, porém, vão muito além. Nos últimos anos, Minas Gerais tem atraído empresas de outros setores, como serviços e logística, graças às vantagens de oferecer custos menores e mão de obra de boa qualidade. O crescimento do mercado e a famosa qualidade de vida mineira também têm atraído profissionais de centros como Rio de Janeiro e São Paulo. “Percebemos uma profissionalização das empresas e uma exigência maior pelo perfil adequado dos candidatos. Os RHs estão mais estruturados e buscam gente com fluência em idiomas, boa experiência e perfil comportamental”, explica Flávia.

A atuação da Robert Half no mercado mineiro nos últimos três anos tem levado muitas empresas a trabalhar bem com o modelo de recrutamento pelo sucesso, no qual o cliente só paga o serviço caso o candidato apresentado seja contratado. “A maior preocupação das empresas é a relação custo-benefício do serviço, então essa solução tem sido muito bem-vinda em Minas Gerais”, explica Flávia. “O mercado mineiro está em expansão e o amadurecimento do recrutamento especializado é uma prova disso”.

 

Compartilhar essa página