Maioria das empresas no Brasil terá rotina afetada pela Copa do Mundo

7 de mai 2014

Levantamento da Robert Half aponta ações que serão realizadas pelas organizações durante jogos da seleção brasileira

São Paulo, maio de 2014 – A maioria das empresas no Brasil planeja mudar a rotina de trabalho de suas equipes durante a Copa do Mundo. Levantamento realizado pela Robert Half com 100 diretores de Recursos Humanos no Brasil revela que 39% das organizações permitirão que os funcionários assistam aos jogos no local de trabalho, enquanto 34% disseram que vão liberar os empregados mais cedo em dias de partida da seleção brasileira.

A pesquisa também revela quais as iniciativas relacionadas ao ambiente de trabalho as empresas devem realizar durante o período dos jogos. Segundo 38% dos diretores de RH, as organizações investirão em decoração especial nos dias de jogos do Brasil. Bolões (28%), festas temáticas para comemorar os jogos (28%) e happy hours (24%) são as demais ações programadas pelas companhias.

De acordo com o levantamento, 52% dos diretores de RH acreditam que o período da Copa do Mundo trará impacto positivo na motivação e disposição dos colaboradores, enquanto 23% aposta em impacto negativo, e 20% indica que não haverá interferência.

Compartilhar essa página