Empresas brasileiras optam por treinamento e cursos para atrair e reter profissionais

15 de junho 2012

Levantamento da Robert Half com 2.528 CFOs mostra os principais benefícios utilizados pelas organizações

São Paulo, junho de 2012 – O mercado brasileiro aquecido tem criado dificuldades para as empresas para atrair e reter talentos. De acordo com pesquisa global da Robert Half, o principal benefício utilizado pelas organizações do Brasil para auxiliar na contratação e evitar a perda de profissionais é a oferta de treinamento e cursos subsidiados, segundo 54% dos CFOs (Chief Financial Officer) brasileiros entrevistados. O levantamento da Robert Half ouviu 2.528 CFOs de 19 países e grandes centros.

Além de treinamentos e cursos, bônus adicionais e vale-refeição são os benefícios mais importantes na atração e retenção de talentos segundo 39% e 38% dos executivos brasileiros, respectivamente. O benefício menos escolhido no Brasil -- por apenas 4% dos entrevistados -- é o auxílio-moradia.

Já na média global, o principal benefício oferecido são bônus adicionais de acordo com três em cada dez executivos entrevistados. Treinamentos/cursos subsidiados e planos de saúde/seguro de vida aparecem na sequência, com 27% e 24%, das escolhas dos CFOs, respectivamente. Os benefícios menos escolhidos são subsídios de academia de ginástica e programas de caridade/voluntariado. Na China, por exemplo, bônus adicionais aparecem como o principal benefício com 69% das escolhas.

Entre algumas curiosidades do levantamento está Luxemburgo, onde o benefício mais escolhido por 32% CFOs locais foi vale-refeição. No Reino Unido, o item principal para atração e retenção de talentos, segundo 43% dos entrevistados, é a contribuição de pensão. Em Dubai, representando os Emirados Árabes Unidos, 81% dos CFOs apontaram celular/laptop como a ferramenta mais eficiente para atrair e reter profissionais.

Compartilhar essa página