Cresce preocupação de CFOs brasileiros em perder melhores talentos da área financeira

17 de outubro 2012

Pesquisa global da Robert Half indica dificuldade de atração e retenção de profissionais de finanças

São Paulo, outubro de 2012 – A escassez de profissionais qualificados na área financeira tem se agravado no Brasil. Pelo menos é o que indica pesquisa global da Robert Half, líder mundial em recrutamento especializado, em que 90% dos CFOs brasileiros estão preocupados com a perda de colaboradores de alto desempenho nos próximos 12 meses. Os executivos brasileiros lideram o “ranking” de preocupação à frente de outros 14 países e grandes centros participantes. No início deste ano o mesmo levantamento mostrou apenas 71% dos executivos do País preocupados.

Segundo Marcela Esteves, gerente da divisão de finanças e contabilidade da Robert Half, a preocupação é fruto da constante expansão das equipes financeiras nos últimos anos. “O crescimento da economia, aliado ao número de empresas investindo no Brasil, tem resultado na busca contínua por profissionais qualificados”, diz a executiva. “Os melhores talentos acabam sendo disputados pelas empresas, gerando inflação salarial e atenção com a retenção, já que é cada vez mais difícil contratar e repor as ‘peças’”, completa.

Além da preocupação com a retenção de profissionais ter se agravado, os CFOs do País também estão com mais dificuldades de contratar. De acordo com 95% dos entrevistados, encontrar mão de obra qualificada na área financeira está ao menos um pouco desafiador. No levantamento realizado no início deste ano o índice era de 77%.

Compartilhar essa página