Colaboradores felizes trazem prosperidade para os negócios

Otimismo das empresas deve gerar impactos positivos nas contratações

Pesquisa da Robert Half revela os segredos das empresas e dos colaboradores mais felizes

São Paulo, março de 2018 - A felicidade no trabalho é fundamental para o sucesso de uma organização, independente do campo de atuação, da indústria ou da localização da companhia. Esta é a conclusão do estudo Os segredos das empresas e colaboradores mais felizes, realizado pela Robert Half em parceria com a Happiness Works, que avaliou os níveis de felicidade de mais de 23 mil profissionais, de diferentes faixas etárias, níveis de experiência e indústrias, em oito diferentes países.

“Profissionais felizes tendem a se tornarem tornam embaixadores da marca que representam, propagando boas notícias sobre a empresa a amigos, familiares e clientes. Outro ponto muito importante: ninguém procura por uma nova oportunidade de trabalho quando está satisfeito no local onde atua, o que significa economia de tempo e recursos financeiros com processos seletivos”, explica Saulo Ferreira, gerente de recrutamento da Robert Half.

O especialista destacou ainda os quatro principais benefícios que um colaborador satisfeito pode agregar para a empresa:

  1. Lealdade: colaboradores felizes são mais leais e ficam mais tempo nas empresas. A redução da rotatividade significa retenção de conhecimento institucional e menor gasto de tempo e dinheiro com contratação e treinamento.
  2. Engajamento: colaboradores felizes se esforçam para alcançar os objetivos organizacionais definidos. Eles atravessam os períodos difíceis e ajudam a empresa a sobreviver a eles também.
  3. Inovação e criatividade: colaboradores mais felizes tendem a ser mais inovadores e criativos. As emoções positivas, como o entusiasmo e o interesse, ajudam a ampliar o seu pensamento, consciência e tendência de explorar novas vias e abordagens.
  4. Saúde: colaboradores felizes são mais saudáveis. O estresse é um dreno não só do sistema imunológico, mas também da organização. Os colaboradores que estão exaustos ou cronicamente frustrados são mais propensos a doenças e absentismo.

A pesquisa Os segredos das companhias e dos colaboradores mais felizes foi produzida pela Robert Half, em parceria com a Happiness Works, com base na percepção de mais de 23 mil profissionais, de diferentes faixas etárias, níveis de experiência e indústrias, em oito diferentes países (Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Estados Unidos, França, Holanda e Reino Unido). Os principais resultados do estudo estão disponíveis para download gratuito no site da empresa.

Contato com a imprensa:

 https://www.roberthalf.com.br/sobre-nos/sala-de-imprensa