Área comercial apresenta desaceleração salarial

11 de dezembro 2013

 

São Paulo, novembro de 2013 – O Guia Salarial 2014 da Robert Half aponta para um cenário de redução e estabilidade na remuneração para os profissionais dos segmentos de Marketing e Vendas. Com os orçamentos mais apertados devido às incertezas do cenário econômico mundial, as companhias não estão mais tão agressivas na questão salarial como estavam em anos anteriores.

Para Daniela Ribeiro, gerente sênior da Divisão de Marketing e Vendas da Robert Half, não houve uma desvalorização dos profissionais, mas sim mudanças nas estruturas das organizações e no perfil desejado por elas. “Os executivos mais antigos e que recebiam remunerações mais altas estão sendo substituídos por aqueles mais jovens e que, apesar de também qualificados, possuem pretensão salarial menor. Por isso o impacto sobre os salários”, explica Daniela. No Guia Salarial 2013, as remunerações chegaram a valorizações de até 25%.

Na área de Vendas, o perfil profissional procurado pelas empresas mudou. O candidato precisa, além do dom comercial, apresentar outras habilidades. “O vendedor que se destaca é aquele com perfil consultivo, ou seja, que se preocupa com o cliente desde a venda até a entrega do produto ou serviço”, diz Daniela.

Já em Marketing, o profissional procurado é o de conhecimento mais generalista. As contratações observadas para níveis gerenciais são para a substituição de profissionais. “Em momentos de incerteza, essa área acaba sofrendo impacto. Quem deixa de trazer resultados é substituído. E esse movimento tem sido comum nas companhias”, ressalta a especialista da Robert Half.

Outro fator que também contribui para a desaceleração das remunerações em Marketing e Vendas é o desgaste da inflação salarial observada nos últimos anos. “Os salários chegaram a valores tão altos que as companhias estão optando por contratar profissionais mais jovens. Muitas empresas multinacionais têm questionado a realidade do custo Brasil, que já é considerado um dos países mais caros do mundo”, conclui a executiva.

Para o próximo ano, as expectativas são de estabilidade nos salários e nas contratações de setores mais tradicionais, além de uma agressividade maior por parte de start ups para atrair talentos. O gerente de Marketing é o cargo com a maior redução nas remunerações na Pesquisa Salarial, com queda de 19%. Já para os analistas de Marketing a expectativa é de incremento de 7% nos salários.

Inglês fluente, perfil de venda consultiva, conhecimento sobre o negócio da empresa, foco em resultados, perfil generalista e habilidade de relacionamento com todos os níveis hierárquicos são as habilidades mais valorizadas nos profissionais desses segmentos. Já em relação às posições mais demandadas, gerente de Marketing, gerente de Vendas e executivos de Vendas ganham destaque. Serviços, logística, bens de consumo e bens de capitais são as áreas que estarão mais aquecidas no próximo ano.

 

Compartilhar essa página