Na carreira jurídica, o perfil comercial é um diferencial

Vagas na área jurídica

Por Adriana Fonseca

A demanda de vagas na área jurídica está maior neste ano em comparação com 2015. O que mudou, segundo Maria Eduarda Silveira, headhunter da Robert Half, é o escopo de atuação do advogado.

Hoje, as empresas buscam um perfil proativo, orientado a resultados para o preenchimento das vagas de cargos jurídicos. “Nos escritórios, vemos que há um grande interesse por profissionais com perfil comercial bem desenvolvido para ingressar na carreira jurídica”, diz Maria Eduarda. Isso significa que o advogado disputado pelo mercado é aquele que traz novos clientes, enxerga e apresenta novas soluções para os clientes atuais, trazendo novos negócios para a empresa.

“Além de um profissional com capacidade técnica, o que se quer hoje é alguém que também consiga potencializar os clientes”, diz Maria Eduarda.

De forma geral, Maria Eduarda diz que atualmente, com o mercado menos favorável, áreas de fusão e aquisição e operações ficam menos aquecidas. Por outro lado, contencioso, recuperação de empresa e reestruturação de dívida ficam mais aquecidos.

Faixa salarial na área jurídica

Em relação ao salário, os maiores aumentos em 2016 na carreira jurídica são vistos para advogados juniores na área de contencioso cível (20%), gerente jurídico de empresas (19%) e advogados juniores e plenos de regulatório e infraestrutura (18% e 17%, respectivamente).

Os maiores salários fixos ainda são os profissionais de cargos jurídicos que trabalham em bancos e empresas. Um diretor jurídico de banco chega a ganhar R$ 41 mil por mês e em empresas o valor chega a R$ 35 mil por mês, segundo o Guia Salarial da Robert Half. Em escritórios, o teto dos salários fixos fica em R$ 20 mil.

Adriana Fonseca é jornalista, tem 14 anos de experiência na cobertura de carreiras e empreendedorismo e já publicou no jornal Valor Econômico, na Folha de S.Paulo e na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Hoje, escreve e edita seus textos em seu aconchegante home office.

Compartilhar essa página