Para onde você e sua empresa estão caminhando?

Por Robert Half on 7 de agosto de 2020

Por Fernando Mantovani

Tudo na vida é uma questão de perspectiva. Pense nos dados de desempenho da organização na qual trabalha. Agora, compare os números atuais com os de períodos acelerados. Certamente, você ficará frustrado, a não ser que, por razões particulares, a pandemia tenha aquecido o negócio. Mas se você mapear todas as oportunidades de melhoria que a sua organização identificou e implementou desde que os órgãos de saúde recomendaram o distanciamento social, deverá ter motivos para se orgulhar.

No meu entender, além da quebra do paradigma relacionado ao home office, o grande passo positivo foi a transformação digital. Uma pesquisa feita pela Robert Half mostrou que muitas empresas aceleraram a jornada para a nuvem, enquanto outras utilizaram, pela primeira vez, plataformas de comunicação e colaboração, soluções de inteligência artificial e serviços de inteligência de negócio. Como eu já disse em outra oportunidade, acredito que a tecnologia tem se mostrado como uma excelente ferramenta para superar crises.

Muitas das iniciativas que estão sendo adotadas para atravessar essa instabilidade vão facilitar muito a nossa vida no momento da retomada, tanto com relação a processos e modelo de trabalho e de liderança, quanto na adoção de tecnologias e ferramentas. Na minha percepção, o mercado de trabalho está evoluindo. Se as novas práticas forem plantadas em terreno fértil, com entendimento de toda a organização e incorporada à cultura da empresa, há chances de colher bons frutos no futuro.

Estou à frente da Robert Half há quase 10 anos. Já enfrentei dias difíceis, considerando crises no Brasil e no mundo. Talvez, não tão duros quanto os atuais, mas muito desafiadores. Por isso, digo que não dá para comparar uma organização a outra porque a percepção de dificuldade depende do estilo de liderança, do preparo da equipe e da realidade da organização. Mas eu tenho convicção plena de que o crescimento eliminar que o mundo corporativo viveu após crises do passado vai se repetir em um futuro próximo.

Assim, a empresa que aproveitar o momento para identificar falhas internas, buscar formas de aprimorar produtos e serviços, cuidar dos talentos que tem dentro de casa, recrutar com estratégia e investir adequadamente em tecnologia, daqui a um ano estará colhendo frutos de tudo o que está sendo plantado hoje, em uma proporção muito maior do que a atual. Essas companhias vão experimentar uma aceleração que alguns já viveram no passado. Mesmo que alguns não acreditem que isso seja possível, confio que é para lá que a gente vai.

O segredo está em cada um de nós procurar fazer o que estiver ao alcance pelo bem da nossa carreira e da organização na qual trabalhamos. Afinal, enquanto o amanhã não chega, está em nossas mãos escolher a forma, a intensidade e a qualidade de viver o hoje. É isso o que faz a vida ser algo único, diferente e muito bacana.

* Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half

COMO PODEMOS TE AJUDAR?

Hide Breadcrumb
Off
Hide Title
Off

More From the Blog...