Deseja trabalhar no exterior? Confira essas dicas!

Por Robert Half 21 de março de 2019

Pedir transferência para unidades da empresa em outros países pode ser uma saída para os profissionais que desejam estruturar uma carreira no exterior, sem se afastar da companhia em que trabalham. Se você gosta do que faz, da empresa, mas sente falta de novos desafios e de novidades na vida profissional, a ideia significa uma chance de mudar sem sair da empresa.

O intercâmbio empresarial entre funcionários de uma mesma empresa que desejam trabalhar em outro país têm se tornando oportunidades nas multinacionais e muitos gestores veem a prática com bons olhos.

Não tenha receio de expor a vontade ao seu chefe, mas, antes de uma conversa, é importante saber as possibilidades que podem ser trabalhadas.

Tornando-se um profissional expatriado

Pesquise os programas que a empresa oferece e procure conversar com alguém que tenha participado desse tipo de projeto, para investigar os prós e contras.

Não se esqueça de verificar toda a documentação para emissão do visto de trabalho no exterior. Quando for levar a ideia ao seu gestor, tenha suas opções em mente, mas não deixe de ouvir as considerações do seu superior. Ele pode te ajudar a traçar um plano ainda mais enriquecedor para a sua carreira.

ENVIE SEU CURRÍCULO

Trabalhar no exterior

Avalie as possibilidades e considere as opções que podem dar um upgrade no seu currículo. Lembre-se que nem todas as transferências são necessariamente permanentes, o que te dá espaço para testar novos ambientes e culturas corporativas e, depois, voltar ao seu país de origem. Costuma ser bastante enriquecedor, tanto para o funcionário que deseja trabalhar no exterior, quanto para a equipe na troca de experiências.

No caso de multinacionais que ainda não adotam a prática, vale levar a ideia ao departamento de Recursos Humanos, se possível munido de alguns casos de sucesso.

Além dessa opção, existem os profissionais que optam por um período sabático em sua carreira.

Tive um convite para trabalhar no exterior, mas em um cargo inferior. Devo aceitar?

Em primeiro lugar, avalie seu atual momento profissional. Como ele se encaixa dentro do seu plano de carreira? Aliás, você tem um plano de carreira? Você se sente preparado para sair do País?

Você deve avaliar, ainda, o quanto essa oportunidade vai agregar ao seu currículo. Pergunte também ao empregador se a experiência tem um prazo determinado. Algumas pessoas recebem proposta para um ano, dois ou mais que isso.

Assista à explicação

Thatyanne Carvalho, Consultora de Recrutamento da Robert Half, fala sobre o assunto e avisa: "Em geral, experiências internacionais contam bastante no currículo, mas elas têm que fazer sentido para sua carreira. Não aceite o desafio apenas por aceitar. Programe-se." 

 

Perguntas Frequentes

Respondemos às dúvidas mais frequentes dos nossos candidatos. Clique no botão abaixo para assistir todos os vídeos da série.

ASSISTIR AOS VÍDEOS

More From the Blog...