Confira as principais tendências da Engenharia

Por Robert Half on 9 de dezembro de 2021
Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Conhecer as principais tendências da engenharia para os próximos anos é importante para entender para onde caminha a sociedade. Esse conhecimento também é importante para quem deseja adentrar a área. Nesse sentido, vale frisar que a participação feminina cresce mais a cada dia nesse campo de trabalho, no qual antigamente tinha nos homens a principal representação.

Este artigo aborda essa questão com uma riqueza de detalhes que impressionará você. Ao seguir com a leitura, você saberá quais são as principais tendências desse antigo ramo de trabalho para os próximos anos. Conhecerá como está a participação das mulheres na engenharia e verá quais são os profissionais mais demandados para o futuro.

Pronto para o conteúdo? Então avance!

Envie sua vaga

Quais são as tendências da engenharia para 2022?

A engenharia é um campo de conhecimento que proporciona desenvolvimento para a sociedade. No entanto, isso ocorre na medida que as mudanças acontecem. Nesse sentido, as recentes alterações ocorridas em nossa sociedade refletem diretamente na formação dos profissionais.

Acompanhe a seguir como isso se reflete na engenharia.

Você pode se interessar também pelas tendências em:

Mercado financeiro

Recursos Humanos

Reinvenção da logística

Com os novos hábitos de consumo, diferentes cadeias produtivas acabaram por surgir. A crise ocasionada pela pandemia acabou se revelando uma grande oportunidade para diversos setores econômicos da sociedade. É o caso das lojas online que, com seus e-commerces, passaram a vender mais e de uma forma nunca tão explorada.

Sendo assim, a inovação tomou conta do setor de comércio. Uma forte onda de automação invadiu o setor para conseguir atender a toda a nova demanda. Essa transformação passa tanto pela parte de software, por conta dos sistemas online, quanto em processos logísticos internos, muitos deles baseados em robótica. A gigante Amazon opera dessa forma e tudo indica que os engenheiros do mercado brasileiro deverão desenvolver habilidades correlatas.

Leia também: Futuro do trabalho: avanços tecnológicos e contratação de profissionais para projetos ditarão muitas regras

Mercado de software

Não é só o e-commerce que apresenta grande relevância no mundo dos sistemas informatizados. Cada vez mais os campos da computação e de telecomunicações se desenvolvem fortemente. Todas as áreas ligadas à tecnologia apresentam evolução constante e diversos profissionais com conhecimento nessa área são cada vez mais demandados, a ponto de haver escassez de mão de obra.

Assim, engenheiros de softwares e engenheiros eletricistas com habilidades especificamente voltados à computação tendem a ter um campo de trabalho cada vez mais vasto. A robótica também avança com a implantação da indústria 4.0, que exige protocolos de comunicação muito sofisticados. O avanço do big data requer cada vez mais a presença do engenheiro de dados no mercado.

Apelo à sustentabilidade

Com o discurso de proteção do meio ambiente atingindo cada vez mais as organizações, áreas ligadas à preservação dos recursos naturais tendem a ganhar mais destaque. É o caso da engenharia ambiental, por exemplo, que se preocupa com o atendimento às normativas legais dessa área. Com o marco legal do saneamento básico no Brasil, o campo ganha ainda mais destaque.

Outra forte tendência está ligada à preservação da saúde do trabalhador. É o que se nota com o avanço da implantação do e-Social no Brasil. Trata-se de um sistema que unifica todas as informações dos trabalhadores fornecidas pela empresa. Entram aí os aspectos ligados a ambientes salubres de trabalho, com a possível valorização do engenheiro de segurança do trabalho.

Como é a participação das mulheres nesse mercado atualmente?

As mulheres, que quase não eram vistas no campo de trabalho da engenharia, ganham cada vez mais espaço, ainda que em um ritmo lento. É o que aponta o CONFEA, autarquia federal ligada à profissão. Hoje, a cada 10 engenheiros existentes no mercado de trabalho, 2 são mulheres. Parte desse aumento talvez seja explicado pela preocupação das empresas em reduzir a desigualdade ainda existente.

Elas se distribuem de forma diferente nas diversas áreas da engenharia. É possível constatar que a maioria, por volta de 40%, estão na engenharia civil. A segunda categoria que mais concentra mulheres é a engenharia agronômica, com 11% do total, seguida da engenharia ambiental e sanitarista com 8% e 7% estão na engenharia de segurança do trabalho.

Você pode gostar de: Diversidade: por que não podemos mais ignorar esse tema

Quais profissionais podem ser mais demandados nos próximos anos?

O salto tecnológico vivido tem um dos maiores impactos na demanda por profissionais da engenharia. Acompanhe, a seguir, algumas das áreas que devem ter forte demanda nos próximos anos.

Engenheiro de aplicação

Algumas demandas requerem uma minúcia muito grande em sua concepção e consequente execução, principalmente quanto à parte de projeto. Nesses casos, o engenheiro de aplicação é extremamente requerido, pois ele deve conseguir estimar custos da forma mais acertada possível e dentro de um prazo previamente definido.

Empresas que desenvolvem equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos inteligentes, por exemplo, costumam precisar muito desse tipo de profissional no setor de desenvolvimento de produto. Com a presença cada vez mais forte de dispositivos com tecnologia de internet das coisas, os engenheiros de aplicação têm participação garantida nesse tipo de organização.

Gerente de supply chain

Esse cargo vem a reboque do aumento do consumo pela Internet. Com um número de pedidos sendo feito em um número cada vez mais elevado, a logística interna das empresas desse setor precisa ter agilidade na movimentação de suas mercadorias, para atender aos prazos de entrega dos itens vendidos. Quando se pensa em grande escala, é preciso processos refinados para atender à demanda.

É nesse ponto que entra o gerente de supply chain, ou da cadeia de suprimentos. Coordenar uma operação desse tipo envolve tanto o recebimento quanto o despacho de mercadorias. Em se tratando de vendas por meios digitais, a tecnologia precisa estar embutida nos processos. O engenheiro de tecnologia pode atender a essa demanda do mercado, se dedicando a uma especialização no setor.

As tendências da engenharia mudam conforme as necessidades da sociedade se alteram. Com a recente crise causada pela pandemia, o isolamento social se fez presente e novas demandas surgiram. Como forma de acompanhar o mercado, a formação dos profissionais mudou e, agora, são requeridas novas habilidades. Além disso, a participação feminina cresce e, em algumas áreas, as mulheres já são destaque absoluto.

Gostou do conteúdo? Então, aproveite e assine nossa newsletter para ficar por dentro dos conteúdos no momento que forem lançados!

Saiba como os recrutadores da Robert Half podem ajudar você a construir uma equipe talentosa de colaboradores ou avançar na sua carreira. Operando em mais de 300 locais no mundo inteiro incluindo nossas agências de empregos de São Paulo. A Robert Half pode te fornecer assistência onde e quando você precisar.

More From the Blog...