Quer um aumento em 2018? Não cometa esse erro

Por Robert Half 23 de fevereiro de 2017

Adriana Fonseca

Pedir um aumento de salário neste ano está nos seus planos? Pois saiba que é preciso, antes, preparar o terreno. “Um dos maiores erros que eu vejo é que as pessoas tratam o pedido de aumento de salário como algo pontual, que se faz uma vez ao ano”, escreveu Sallie Krawcheck em um artigo recentemente.

BAIXAR O GUIA SALARIAL

Ex-CEO do Merrill Lynch Wealth Management, Sallie é, atualmente, cofundadora e CEO da Ellevest, uma plataforma de investimento para mulheres e autora do livro “Own It: The Power of Women at Work”, lançado em janeiro.

Ao longo da carreira, Sallie gerenciou muitas pessoas e vê uma grande possibilidade de fracasso na estratégia de encarar o aumento salarial como um evento único anual.

Para ter mais sucesso no pedido de aumento de salário, Sallie recomenda encará-lo como um processo mais longo. A boa notícia é que, mesmo seguindo a estratégia dela, existe uma chance de conseguir o aumento ainda neste ano.

Primeira conversa

No começo do ano, chame o seu chefe para conversar e aborde alguns assuntos. Pergunte o que ele entende por sucesso – o seu, o da sua equipe, o do departamento e o da empresa -, quais são as metas dele para este ano e o que ele espera de você nos próximos meses.

Objetividade

Na conversa inicial com o seu chefe, tente fazer com que ele seja o mais objetivo possível. Se algo pode ser quantificável, faça com que ele quantifique. Um exemplo: aumentar a base de clientes em x%, aumentar o índice de satisfação dos clientes para y, cortar os gastos em z% etc.

Diálogo

Após a conversa inicial, mantenha uma troca de informações com o seu chefe sobre esses temas de forma contínua. Veja a melhor periodicidade. Talvez a cada dois meses, ou a cada três. Vá atualizando o seu gestor sobre o seu desempenho e peça, ao mesmo tempo, feedback sobre o seu trabalho.

Tome nota

Confiar apenas na memória pode ser um erro. Após cada conversa, faça um registro do que foi falado, assim você saberá ao certo o que era esperado de você e terá reunido argumentos para a hora da negociação salarial.

Negociação

Após alguns meses da conversa inicial, mais no fim do ano e após ter alcançado ou superado as expectativas do seu chefe, marque uma conversa para falar do seu aumento de salário. Nesse momento, um erro que muitos cometem é não saber quanto querem ganhar. Pesquise quanto o mercado paga para profissionais que ocupam cargos como o seu – para isso você pode consultar o Guia Salarial da Robert Half – e chegue para a conversa com um valor em mente.

Tenha um plano B

E se, mesmo com todo esse planejamento, o aumento não vier? Sim, isso pode acontecer mesmo que o seu desempenho tenha sido acima da média. Se os negócios não vão bem ou se a empresa está prestes a cortar parte da equipe não há milagre. Dificilmente você terá um aumento. Nesse caso, que tal já emendar uma outra pergunta para o seu chefe? Se o aumento não pode ser concedido, que tal trocar de área, pleitear um cargo em outro estado ou país, ganhar flexibilidade para trabalhar de casa ou para cursar um MBA, conseguir que a empresa pague parte do curso, conquistar a chance de representar a empresa em conferências do setor? Há muitas possibilidades. Pense em algumas como plano B caso o aumento não venha. Boa sorte!

* Adriana Fonseca é jornalista, tem 15 anos de experiência na cobertura de carreiras, empreendedorismo e startups e já publicou no jornal Valor Econômico, na Folha de S.Paulo e na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

More From the Blog...