Salário competitivo faz a diferença na atração e retenção de talentos

Por Robert Half on 4 de outubro de 2021
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Um dos desafios apontados pelas empresas atualmente é encontrar profissionais qualificados para as vagas abertas. No entanto, fica a questão: será que as empresas estão sabendo reconhecer um bom profissional, pagando um salário competitivo?

Apesar de o Brasil ainda ter um número alto de trabalhadores disponíveis no mercado, é importante estar de olho nas tendências, nas melhores práticas de atração e retenção e, claro, na remuneração. Para isso, é importante saber se sua empresa paga um salário competitivo e de acordo com o mercado.

Segundo pesquisa da Robert Half, não oferecer um bom salário é um dos motivos que atrasa o processo de recrutamento e dificulta a atração dos melhores talentos, segundo os executivos respondentes. Além disso, segundo eles, quando o tema é retenção, a remuneração não atrativa pode levar à perda de bons profissionais.

Pessoas são o principal ativo de qualquer organização, afinal são elas que impulsionam os negócios da empresa. Para enfatizar isso, este artigo aborda as diferenças entre remuneração e salário pago aos profissionais, além de mostrar a importância de uma competitividade salarial. Em seguida, mostra recomendações de gestão de pessoas e, por fim, demonstra como saber se a política salarial é correta.

Aproveite o texto e tenha uma boa leitura!

Envie sua vaga

Qual é a diferença entre remuneração e salário?

No mercado de trabalho, é muito comum nos depararmos com esses dois tipos de nomenclatura que remetem aos recebimentos de um funcionário. Também não é incomum que os termos sejam confundidos, mas há diferenças entre eles, inclusive do ponto de vista da legislação.

Sendo assim, podemos definir o salário como sendo o pagamento financeiro pelos serviços prestados a uma determinada organização. Já a remuneração vai mais além: ela é composta por todo e qualquer benefício que venha a ser recebido pelo colaborador. Legalmente falando, eles são incorporados aos recebimentos e representam a soma de tudo aquilo que o trabalhador recebe.

Você também pode gostar de: Por que o pacote de remuneração influencia na atração de talentos?

Qual é a importância de pagar um salário competitivo aos funcionários?

Um dos desafios de qualquer setor de recursos humanos é reduzir ao máximo a rotatividade em uma empresa. O ideal é que seja nulo, mas dificilmente isso é possível. Nesse ponto, os salários competitivos são determinantes.

A razão disso é que bons pagamentos retém os melhores talentos. Com o tempo, a equipe de profissionais fica cada vez mais confiável e produtiva. Isso só é conseguido quando há um alinhamento entre os objetivos dos colaboradores e da empresa, e muitas vezes isso se reflete na remuneração paga.

Quais são as 4 principais recomendações em relação à gestão de pessoas?

Se as pessoas são os principais ativos que uma empresa dispõe, nada mais razoável do que saber como lidar com elas. De fato, um clima organizacional melhor incentiva uma produtividade mais alta. Para conseguir esse feito, é preciso criar um ambiente colaborativo e o pagamento de um salário competitivo faz parte dos itens dessa lista.

Acompanhe a seguir 4 recomendações importantes no trato em relação aos funcionários de uma empresa. Confira.

1. Mostre aos funcionários que você se importa

Os funcionários são os ativos mais importantes da sua empresa. Você deve investir para que eles sintam que são membros valiosos de sua equipe. Existem várias maneiras de fazer isso, como promoção de treinamento ou pagamento de bônus anuais.

Uma abordagem fundamental é oferecer um salário competitivo. Essa é uma maneira tangível de demonstrar seu compromisso em cuidar de sua equipe e é provável que seja retribuída com trabalho duro e engajamento, mesmo em tempos difíceis.

Leia também: Benefícios: por que eles são uma ferramenta para demonstrar valor pelo funcionário

2. Reduza a rotatividade de sua equipe

retenção de talentos é apontada como um dos principais desafios dos gestores para 2022. Segundo pesquisa, 49% têm algum receio de perder os seus melhores talentos. Entre os principais motivos para esse receio estão:

  • Abordagem da concorrência na retomada
  • Aumento da pressão no trabalho
  • Insatisfação com salários

Os três pontos estão bem alinhados. Se os funcionários não estão recebendo uma remuneração competitiva em relação ao mercado de trabalho, ficam mais insatisfeitos e tendem a estar mais disponíveis às abordagens da concorrência. Às vezes, isso pode se tornar um efeito de bola de neve, onde outros funcionários começam a revisar seu próprio salário e a considerar outras oportunidades de emprego.

Guia Salarial 2022_acesse agora

3. Os melhores talentos desejarão trabalhar para você

Para administrar um negócio de sucesso, você precisa atrair os melhores talentos. Se você está oferecendo salários baixos, pode estar perdendo essas pessoas, que estão indo para os concorrentes.

Quando você contrata alguém, o colaborador deve perceber que vale a pena agregar valor e produtividade para os seus negócios. Trabalhe para que eles não vejam sua empresa como um trampolim, uma oportunidade de ganhar alguma experiência, antes de encontrar um emprego melhor em outro lugar.

Ofereça um salário competitivo desde o início, para ajudar a atrair os melhores talentos para o seu negócio. Pagar pouco pode economizar dinheiro a curto prazo, mas vai prejudicar seus negócios e custar mais caro a longo prazo.

Você também pode gostar de: Por que o pacote de remuneração influencia na atração de talentos?

4. Baixos salários são uma falsa economia

Quando um funcionário sai da empresa, afeta a produtividade e os prazos dos projetos, custando tempo e recursos adicionais. Também haverá outros custos a serem absorvidos, como tempo e dinheiro com a contratação de um substituto, seu período de integração e treinamento.

Além disso, para atrair um substituto adequado, você precisará oferecer um salário competitivo. Em retrospectiva, seria mais prático oferecer aos funcionários um bom salário desde o início e considerar aumentos salariais, quando aplicável.

Alta rotatividade de funcionários pode refletir mal em seus negócios, impactando sua base de conhecimento coletiva e prejudicar o moral da equipe. Portanto, embora ter salários baixos possa parecer uma boa maneira de aumentar os lucros, a longo prazo pode levar a alguns custos e contratempos significativos para o seu negócio.

Leia também: Benefícios: por que eles são uma ferramenta para demonstrar valor pelo funcionário

Como saber que a empresa está pagando um salário competitivo?

Se você não tiver certeza do que constitui um pacote salarial competitivo, o Guia Salarial da Robert Half oferece uma ampla visão das remunerações em vigor para diferentes posições em oito especializações: Finanças e Contabilidade, Mercado Financeiro, Seguros, Tecnologia, Vendas e Marketing.

Ainda assim, é possível seguir algumas recomendações valiosas no momento de avaliar melhor o salário que está sendo pago aos funcionários. Veja a seguir.

Cargo

Para definir um salário competitivo para cada cargo, é essencial fazer a correlação com as funções desempenhadas. Os gestores podem ajudar nesse trabalho, enumerando-as e categorizando-as por nível de complexidade.

Mercado

No entanto, não é suficiente apenas saber elencar as funções exercidas de acordo com os cargos. É preciso saber qual é a realidade de mercado, ou seja, como os concorrentes se posicionam para atrair e reter os melhores profissionais. Isso deverá ser um das bases da política salarial.

Orçamento

Por fim, também é necessário adequar os salários pagos com a realidade orçamentária da empresa. Não adianta fixar altos pagamentos se não haverá condições de cumpri-los no futuro. Ao contrário, isso pode gerar grandes problemas trabalhistas. O melhor é adequar os pagamentos e aumentar a remuneração conforme a empresa se desenvolve e fatura mais.

Ao definir um salário competitivo, lembre-se de que eles poderão variar dependendo do setor, local, demanda e muito mais. O mercado de trabalho está mudando constantemente, então você deve avaliar e ajustar regularmente seus salários, tanto para funções novas quanto para as já existentes. Isso pode garantir que sua organização seja vista como uma empresa desejável para se trabalhar, atrair os melhores talentos e reter seus melhores funcionários.

Gostou do conteúdo? Então aproveite para seguir nosso perfil nas redes sociais. Estamos presentes no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube!

Saiba como os recrutadores da Robert Half podem ajudar você a construir uma equipe talentosa de colaboradores ou avançar na sua carreira. Operando em mais de 300 locais no mundo inteiro incluindo nossas agências de empregos de São Paulo. A Robert Half pode te fornecer assistência onde e quando você precisar.

More From the Blog...