Guia Salarial 2021 da Robert Half já está disponível

Por Robert Half on 10 de novembro de 2020

Guia Salarial 2021 da Robert Half já está disponível

O Guia Salarial 2021 da Robert Half, que fornece informações salariais  para centenas de cargos  nas áreas de Finanças e Contabilidade, Mercado Financeiro, Tecnologia, Engenharia, Vendas, Marketing, Recursos Humanos e Jurídico no Brasil já está disponível. As informações do Guia Salarial 2021 são baseadas em pesquisas e nas colocações feitas por profissionais da Robert Half e nos salários reais que nossos clientes pagam pelos melhores talentos.

Tendências salariais

Mesmo durante  esse período de aumento  do  desemprego, os últimos dados da pesquisa da Robert Half  mostram que a maioria das empresas (56%) não mexeram nas remunerações de seus funcionários ou de novos contratados desde o início da pandemia, enquanto que 3 em cada 10 entrevistados (33%) foram obrigados a reduzir salários e apenas 1 em cada 10 (11%) conseguiu reajustar para cima seu pacote de remuneração. Para 2021, de acordo com a pesquisa, a tendência é que os salários não sofram grandes variações, podendo oscilar de acordo com a oferta e demanda em determinada área/setor e por determinado profissional, como é o caso de tecnologia, por exemplo.

Graças à aceleração do processo de transformação digital nas empresas, o profissional de TI ganhou destaque. Essa valorização do profissional impacta diretamente no aumento das contratações em diversas áreas da tecnologia e aumenta a disputa pelos melhores talentos – o que exige boas estratégias de atração e retenção, para evitar a perda de profissionais para a concorrência. Além disso, reflete na remuneração, levando a uma inflação salarial e à necessidade de as empresas repensarem o pacote de benefícios.

"Pessoas são o ativo mais valioso da empresa e devem ser tratados com respeito e transparência seja em períodos desafiadores ou em épocas de fartura", afirma Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half. "Durante a pandemia, os colaboradores foram colocados ao limite, muitas vezes assumindo responsabilidades adicionais, trabalhando além de suas horas habituais, mas também aproveitaram o período para adquirir novas habilidades e reavaliar suas prioridades de carreira. Saindo do confinamento,  muitos profissionais terão mais consciência sobre o seu valor de mercado e sobre a importância de suas habilidades. Nesse sentido, os empregadores devem estar atentos aos anseios de seus melhores profissionais e às tendências do mercado. No processo de recuperação, as empresas mais preparadas voltarão a contratar. Certifique-se que seus melhores talentos não sejam tirados de você."

Benefícios pós-pandemia

A COVID-19 também está remodelando o cenário de benefícios dos funcionários. Na opinião de 86% dos profissionais seria interessante se alguns dos auxílios mudassem daqui para frente. 71% dos profissionais consideram o pacote de benefícios antes de aceitar uma proposta e, quando ele não atende a todas as suas necessidades, esses candidatos buscam melhor negociação salarial.

Entre os benefícios mais relevantes para os profissionais no pós-pandemia, destaque para: Assistência médica, Vale-refeição, Vale-alimentação, Assistência odontológica, Aportes na previdência privada, Notebook, Auxílio financeiro para montar o home office e Auxílio estudo.

"O salário  definitivamente continua sendo uma consideração importante na escolha de uma vaga. Mas benefícios não salariais, como recursos aprimorados de bem-estar e obtenção de um melhor equilíbrio entre a vida profissional e profissional figuram com destaque entre os legados de longo prazo da COVID-19 ", acrescenta Mantovani.

Trabalho remoto

A crise da Covid-19 representou uma quebra de paradigma sobre o home office. De acordo com o levantamento da Robert Half, 62% dos executivos aprovam o trabalho remoto e tiveram experiência positiva durante a pandemia. Entre os empregadores, 74% apoiam contar com uma equipe de trabalho híbrida (parte home office e parte no escritório). Vale destacar que, de acordo com pesquisa da Robert Half, 80% dos profissionais não veem home office como um benefício, mas sim como novo modo de trabalho que querem seguir.

Oportunidades

Embora seja verdade que as perdas de emprego no Brasil - bem como globalmente - têm sido uma consequência infeliz da pandemia atual, o impacto da COVID-19 tem sido longe de ser uniforme em todas as indústrias. Ainda há oportunidades e um número considerável delas impulsionado pela mudança para o trabalho remoto. Muitas empresas estão lutando para encontrar o talento necessário para apoiar novas prioridades de negócios desencadeadas pela pandemia.

“No meu entender, seja como profissional, gestor ou líder de uma organização, momentos de desaceleração servem também para reorganizar rotas, pois, na retomada, sempre saem em vantagem as pessoas e organizações que, na medida do possível, conseguem se reinventar no caos”, finaliza Fernando Mantovani. 

Estamos aqui para ajudar

Robert Half é uma agência líder de recrutamento e seleção. Envie seu currículo se você está em busca de recolocação ou, se você está planejando contratar, nos diga suas necessidades de contratação.


Guia Salarial 2021

Remuneração e Tendências de Recrutamento

Faça download do Guia Salarial

Você deve preencher o campo Nome.

Você deve preencher o campo Sobrenome.

Você deve preencher o campo E-mail.
Por favor selecione uma opção.

Você deve preencher com o cargo que está contratando.

Você deve preencher o campo Empresa.

Você deve preencher o campo Telefone.

Por favor selecione uma opção.
Por favor selecione uma opção.

Job title field is required.

Você deve preencher o campo Telefone.

Por favor selecione uma opção.
Por favor selecione uma opção.

É preciso aceitar os termos para fazer o download.
Hide Breadcrumb
Off
Hide Title
Off

More From the Blog...