Prepare-se para a recuperação da economia

Por Juliana Porto

A economia tem dado os primeiros sinais de recuperação, com uma tendência de melhora de desemprego e indicadores - como a venda de automóveis - que mostram alguma melhora. Ainda que seja muito cedo para confirmar que o emprego vai voltar com força total, muitos especialistas já acreditam que o pior já passou. Você está preparado para a recuperação da economia?

O mercado tem novas exigências:  Hoje, a valorização está no profissional capaz de negociar com o cliente, com ampla visão do negócio e com visão multitarefa.  No auge da crise, muitos profissionais foram substituídos justamente por não suportarem a pressão do momento.

Preferência por hands-on: Mesmo com a melhora do mercado de trabalho, a tendência é que a busca por quem coloca a mão na massa seja cada vez maior. Chamado de hands-on, além de ter múltiplas competências, possui a mente aberta para absorver novos conhecimentos. O mercado continuará  focado em contenção de custos e em fazer “mais com menos”.

Invista em qualificação: Cursos que auxiliem na gestão de pessoas e processos, por exemplo, são bem-vistos nos currículos. Trabalhar a liderança, a capacidade de negociação, a comunicação e o relacionamento interpessoal agregam muito e são importantes nessa hora em que as companhias estão se reestruturando.

Não se esqueça da sua rede de contatos: o chamado networking é fundamental para te ajudar a crescer. Manter contato com pessoas de diferentes setores da economia sempre contribui para a troca de experiências e informações, inclusive com a possibilidade de encontrar alternativas para melhorar um produto ou serviço.

* Juliana Porto é jornalista desde 2005 e começou sua carreira escrevendo justamente sobre... carreiras! De lá para cá, já cobriu finanças pessoais, consumo e tecnologia em redações no Rio e São Paulo, mas sempre acaba voltando ao tema com que começou sua vida profissional.

Compartilhar essa página