As perguntas certas da entrevista de emprego

Por Robert Half 4 de junho de 2018

Embora seja esperado que os candidatos se preparem bem para uma próxima entrevista de emprego, o mesmo pode ser dito para os gerentes de contratação. Desenvolver uma boa seleção de perguntas é a chave de parte do processo de seleção, pois elas ajudam na descoberta dos principais detalhes sobre os pontos fortes, fracos e personalidade de um candidato.

Separamos uma lista de perguntas que podem ajudá-lo a maximizar o valor da entrevista e facilitar a sua escolha pelo candidato mais adequado para o trabalho oferecido.

1. Me fale sobre você

Essa é uma pergunta comum para os entrevistadores – e muito importante. Além de ser uma forma de “quebrar o gelo” e dar ao candidato um momento para relaxar, dá ao recrutador a oportunidade de obter informações valiosas sobre o perfil do candidato.

Enquanto alguns candidatos podem responder com um resumo da história da carreira, outros escolherão novos detalhes, como suas aspirações de carreira no longo prazo.

Em todo caso, busque pelo candidato que tenha suas respostas alinhadas à oportunidade em questão, observando como eles podem agregar valor à organização.

2. Por que você se interessaria em trabalhar nessa empresa?

Entre a possível gama de perguntas, esta identificará os candidatos que fizeram uma pesquisa prévia sobre a empresa. Os candidatos mais preparados poderão oferecer respostas personalizadas, demonstrando interesse não apenas pela oportunidade, mas também pela organização.

3. Pode me descrever seus pontos fortes?

Muitos candidatos anteciparão esta pergunta durante a entrevista e poderão listar suas habilidades ou talentos. Procure os candidatos fortes nas habilidades exigidas pela função. Não perca a oportunidade de pedir exemplos concretos de como os pontos fortes pessoais beneficiaram um empregador anterior/atual ou apoiaram o seu próprio sucesso profissional.

4. Quais são suas principais fraquezas?

Quando chega o momento desta pergunta, algumas respostas clichês podem aparecer, como por exemplo: "eu trabalho demais" ou "sempre aposto muito alto".

Muitos candidatos podem não gostar dessa pergunta, incapazes de ver o ponto principal da mesma. No entanto, perguntas sobre fraquezas pessoais podem revelar informações úteis sobre autoconhecimento e o compromisso do candidato com o desenvolvimento pessoal.

Sabendo disso, esteja atento. Respostas como "eu sempre durmo com o meu alarme e luto para começar a trabalhar todos os dias" pode destacar um funcionário problemático, por exemplo.

5. Como você se vê em cinco anos?

Essa pergunta não foi designada para testar os poderes de prever o futuro dos candidatos e, sim, dar ao gerente de contratação uma ideia da motivação do candidato e seus objetivos de carreira.

Em particular, atente para indícios de que um candidato pode não estar comprometido com a organização. Respostas como "planejo estar em uma praia em Bali" ou "espero estar executando meu próprio negócio" sugerem que o funcionário não planeja trilhar seu caminho dentro da companhia.

6. Poderia me dar um exemplo de uma situação pela qual você se encontrou em um desafio e como o superou?

Aqui está uma pergunta que reflete atitudes comportamentais do candidato. Esta questão visa avaliar três fatores críticos: a capacidade do candidato para reconhecer um problema ou desafio; desenvolver uma solução ou plano de ação; e descrever como suas ações beneficiaram a empresa. Em suma, essa é uma oportunidade para o candidato mostrar suas iniciativas e habilidades de resolução de problemas no ambiente corporativo.

Por exemplo, um candidato sênior pode dar um exemplo de uma situação na qual testemunhou um desperdício financeiro no local de trabalho, seguido de uma descrição das sugestões que ele ofereceu para proporcionar economia de custos e as etapas que foram tomadas para implementar as suas ideias. A explicação deve, idealmente, encerrar com uma figura clara do quanto a empresa conseguiu economizar como resultado de sua iniciativa.

7. Quais são os fatores mais importantes que você busca na sua próxima oportunidade profissional?

Os candidatos podem oferecer várias possíveis respostas a esta questão e os recrutadores devem atentar-se às mais relevantes para a empresa e a oportunidade.

As discussões sobre a possibilidade de melhorar as habilidades pessoais, ter flexibilidade para tomar iniciativas ou assumir mais responsabilidades podem indicar um candidato que é motivado por mais do que apenas um pacote de benefícios.

8. Por que você está saindo do seu emprego atual?

Quando se trata de selecionar as perguntas certas, essa é uma que pode precisar ser utilizada com sensibilidade. Um candidato pode ter sido afastado por algum problema pessoal ou estar voltando para o mercado depois de um período de estudos, por exemplo. Seja qual for o caso, vale a pena rever o currículo do candidato antes de realizar a pergunta, a fim de mostrar que você está familiarizado com suas circunstâncias.

Em geral, esta questão visa descobrir várias informações importantes. Em primeiro lugar, o candidato foi convidado a se retirar ou pediu sua demissão voluntariamente? Se o caso for a primeira opção, tente descobrir o motivo principal – se está relacionado ao desempenho ou à integridade. Tenha em mente que podem haver razões inteiramente válidas por trás de uma demissão forçada, incluindo uma fusão corporativa.

Se o candidato está saindo por espontânea vontade, procure entender a situação e como sua resposta está enquadrada. É perfeitamente razoável que um candidato deseje melhorar suas habilidades em um

papel mais desafiador, o que é muito diferente de um candidato que usa a entrevista para se queixar de ser injustamente ignorado por uma promoção, por exemplo.

9. Qual é a sua pretensão salarial?

Essa é o momento de alinhar as expectativas. E é quando se torna essencial estar familiarizado com as últimas tendências e benchmarks salariais.

O Guia Salarial da Robert Half permite que os profissionais de contratação ofereçam salários competitivos, ao mesmo tempo que reconhecem se as expectativas de um candidato são razoáveis. Da mesma forma que oferece aos candidatos uma possível fonte de estudo e padrão de mercado.

10. Você tem alguma dúvida?

O candidato usará esse momento da entrevista para esclarecer quaisquer incertezas, perguntar sobre os próximos passos e abranger todos os problemas que recrutador ainda não abordou, como a disponibilidade de programas de desenvolvimento profissional ou mentoria, por exemplo.

Se os recrutadores fizerem as perguntas certas nas entrevistas, terão um roteiro para obter as informações mais relevantes sobre um candidato de uma maneira mais fácil e rápida. Isso aumentará a probabilidade de identificar os candidatos que contribuam de forma valiosa para a empresa e sua cultura.

Contratando com eficiência

Confira dicas essenciais para o sucesso de um processo de recrutamento.

More From the Blog...

O ano vai mudar, e você?

O ano de 2019 está aí. Você já fez sua lista de metas para este período que está por vir? Aqui vão 7 sugestões para que em 2019 você assuma as rédeas da...

Saiba mais