Os desafios dos CFOs para os próximos anos

Os desafios dos CFOs para os próximos anos

Por Adriana Fonseca

Diretores financeiros com habilidades multidisciplinares, que atuem também como conselheiros estratégicos no crescimento das organizações. É isso o que se espera dos CFOs daqui para frente.

Braço direito do CEO, esse profissional será cobrado não apenas pelo impacto de suas decisões no dia a dia das finanças operacionais, mas também nas consequências geradas na estratégia de negócio e até na capacidade de inovação da companhia.

A crescente automação da área também estabelece novos desafios, e para entregar o que é esperado, o CFO precisa reunir algumas habilidades. Veja quais são.

  • Ter visão ampla e precisa da situação financeira da companhia
  • Avaliar constantemente a rentabilidade do negócio e dar sugestões para corrigir a rota e obter melhor desempenho
  • Saber acompanhar as mudanças tecnológicas
  • Estar preparado para gerir big data
  • Aplicar novas técnicas e tecnologias e engajar a equipe no apoio ao processo
  • Manter a conformidade com as demandas regulatórias e de compliance
  • Atender a padrões nos relatórios de finanças e contabilidade

Até 2020, essas serão as principais demandas da área financeira.

  • Gerar informações estratégicas em tempo real
  • Detectar oportunidades de novos negócios
  • Gerir o tempo de forma eficiente, combinado com maior volume de trabalho
  • Estabelecer parcerias para eficiência de custos entre departamentos
  • Manter uma comunicação eficiente com os públicos interno e externo
  • Gerar valor para a governança corporativa e os acionistas

Baixe agora: Finanças 2020 – os desafios dos CFOS nos próximos cinco anos

 

Adriana Fonseca é jornalista, tem 14 anos de experiência na cobertura de carreiras e empreendedorismo e já publicou no jornal Valor Econômico, na Folha de S.Paulo e na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

 

Tags: Liderança

Compartilhar essa página