Os desafios da liderança nos dias atuais

 

Por Flávia Mendes

O cenário que nos encontramos hoje se converteu para um mundo de incertezas e instabilidade. Os empregos já não têm mais garantias como antigamente, o que era certo e duradouro se desmoronou e temos dúvida sobre o futuro. Antes acreditávamos que liderança era um cargo, uma posição social e não havia necessidade de aprender a ser um líder.

No surgimento de um novo cenário, os profissionais precisaram compreender que adaptar-se é o melhor caminho para enfrentar os desafios. Entretanto, esse processo de transição não está sendo fácil. Para o professor Joel Dutra da FEA-USP, a maioria dos líderes ainda tem dificuldade em ouvir os colaboradores, começar diálogos produtivos e construir parcerias duradouras. Isso acontece porque ainda estamos em um processo de transição e assimilação de novas ideias e conceitos.

As mudanças bruscas e constantes que estamos vivendo nos fizeram repensar sobre os conceitos de liderança e mostraram que a habilidade de se transformar em um líder é o ponto chave para o desenvolvimento e crescimento organizacional. Segundo o autor de O Monge e o Executivo, James Hunter, a definição de liderança é a: “Habilidade de influenciar pessoas para que trabalhem com entusiasmo por objetivos identificados como voltados para o bem comum”.

O que podemos entender deste conceito? O líder não é mais um cargo dentro da organização, ele tem um papel fundamental de engajar todos ao seu redor para um trabalho extraordinário, onde os erros e os fracassos podem ser aceitos como oportunidades de transformação e evolução competitiva. Não existe fórmula mágica para a liderança, o que existe é a persistência e a dedicação aos objetivos comuns dos envolvidos.

O processo de liderança acontece quando estamos dispostos a nos tornarmos líderes, porque ninguém nasce líder, nós aprendemos a ser. As empresas que conseguiram desenvolver a liderança em seus colaboradores, conseguiram resultados fantásticos tanto em vantagem competitiva comparada aos outros concorrentes quanto na consolidação de sua marca e reputação com seus stakeholders.

Atualmente, uma empresa só permanece competitiva quando as pessoas que trabalham nela estão preparadas para contribuir para um propósito comum e para isso se comunicam, ou seja, compartilham conhecimento e informação e transformam o ambiente organizacional em um espaço de criação e valorização de oportunidades.

 

O papel dos líderes hoje está em uma função estratégica e abrangente de desenvolvimento humano, para tal é necessário o desenvolvimento de habilidades de liderança com foco no autoconhecimento e na vontade incansável de aprender.

 

* Flávia Mendes é consultora e palestrante nas áreas de comunicação, criatividade e liderança. Sua atuação está focada no desenvolvimento humano por meio da comunicação. Professora da ESPM e CEACOM/ECA-USP. Para saber mais, acesse: www.fcmmendes.com.

Compartilhar essa página