O percurso e a linha de chegada

Por Fernando Mantovani

Sou um grande fã de esportes e sempre quando assisto a uma competição fico imaginando o que passa nas cabeça dos atletas entre a largada de uma corrida (serve também para o apito inicial antes de uma partida de futebol, o primeiro saque no voleibol, a luz vermelha na fórmula 1 etc.) até o término da prova. Chegar ao final é importante. A vitória certamente é prazerosa. Mas será que é só isso que importa?

Quando se trata de carreira, costumo dizer que aproveitar o percurso é tão ou mais importante do que cruzar a linha de chegada. O momento da conquista deve ser comemorado, mas ele é pontual. É preciso aproveitar cada etapa do processo até chegar ao objetivo final. Isso faz parte do planejamento.

Neste sentido, o planejamento é fundamental para que o caminho a ser percorrido tenha uma direção bem definida, de acordo com o objetivo, o propósito e a personalidade de cada um.

Caminho

Derivada do latim, a palavra carreira indica caminho, um rumo até um objetivo final. Por que, então, deixar para aproveitar esse caminho apenas quando ele chega ao fim?

Já citei em posts anteriores a frase do Bernadinho, que diz: “o desejo de preparar-se para a vitória deve ser maior que a vontade de vencer”. Encare sua carreira como uma jornada de aprendizados. O conhecimento que adquirimos no caminho, ninguém pode tirar de nós. O sucesso é consequência. Entenda que você chegará lá melhor do que estava no ponto de partida. Boa sorte!

* Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half

Compartilhar essa página