O líder de hoje deve se comportar mais como capitão do que como técnico do time

Por Fernando Mantovani

Comandar, treinar, instruir, posicionar o time. Essas são algumas das funções do técnico de futebol, aquela figura que, do lado de fora da quadra, passa as instruções, observa as jogadas, cobra resultados. No meio do campo existe o capitão. Geralmente, este é um jogador experiente e com bom relacionamento com o clube, com o restante da equipe e com os torcedores. Ainda que extraoficialmente, o capitão tem a função de dirigir a equipe dentro de campo, motivar o time, comandar, treinar, instruir, posicionar...

Trazendo para o mundo corporativo, até bem pouco tempo atrás, um bom líder de equipe era comparado a um técnico de futebol. Aquele capaz de gerir um time, formado por pessoas diferentes, em diferentes funções, mas todos em prol de um único objetivo. Será que essa é realmente a função de um líder? Olhar de fora, ver os movimentos, corrigir e cobrar? Na minha opinião, o líder de hoje deve se comportar mais como capitão do que como técnico do time. Ele deve estar “dentro de campo”, entender o que acontece no dia a dia e servir de exemplo para os demais integrantes do “time”.

Um bom líder

O líder tem a função de unir os elementos do grupo, para que, juntos, possam alcançar os objetivos comuns. A liderança está relacionada com a motivação, o incentivo e o trabalho em equipe, porque um líder eficaz sabe como estimular a equipe a dar o seu melhor.

Dicas para liderar pelo exemplo

Bola no pé: saiba fazer o que precisa que os outros façam. Você não precisa jogar em todas as posições, mas é importante que entenda o conceito, as necessidades e o mercado em que atua.
Ouça a equipe para ser ouvido: um sinal de boa liderança é saber que você não sabe de tudo. Ouça e peça feedback à sua equipe regularmente para conquistar a confiança deles e juntos possam checar ao objetivo final.
Incentive: dê as diretrizes, mas deixe sua equipe trabalhar, criar e inovar.
Conheça seu time: ninguém é igual a ninguém e para que uma equipe tenha um bom desempenho é necessário que o líder tenha consciência de que cada jogador possui suas características individuais. Dessa forma, a proximidade da liderança com o colaborador pode gerar uma situação propícia ao cumprimento dos objetivos organizacionais.

* Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half

Compartilhar essa página