Feedback para funcionários, entenda a importância

Feedback empresarial para funcionários

*Por Fernando Mantovani
​O feedback para funcionários, negligenciado por muitas empresas, pode ser muito importante para o desenvolvimento de um profissional. Apesar de ser um assunto antigo, a prática ainda é vista como uma lenda ou colocado de escanteio em muitas empresas. Por que será que é tão difícil implantá-lo e fazer com que seja aplicado de forma correta?

Quando este tema veio à tona em recente evento realizado pela Robert Half com lideranças de recursos humanos, todos concordaram com um ponto crucial: se o feedback para funcionários não fizer parte da cultura da empresa, se o CEO da companhia não enxergar valor nessa ação e não praticar com seus diretores, não espere que as outras esferas da gestão o façam. Este pode ser o ponto de partida para a mudança da cultura corporativa.

Mas outra pergunta também deve ser respondida: as pessoas querem receber feedback empresarial? Um gerente da minha equipe entrevistou alguns candidatos para uma vaga na empresa. Àqueles que não foram selecionados, ele se colocou à disposição para conversar sobre os motivos pelos quais a pessoa não foi escolhida para a função. Porém, os candidatos não se mostraram muito abertos a ouvir. A falta de um feedback pode dificultar a compreensão das competências necessárias para o desenvolvimento do profissional

​Feedback empresarial é uma via de mão de dupla

É preciso entender que esse tipo de feedback é uma via de mão dupla. Dar e também estar preparado para receber. Não deve ser encarado como uma conversa de caráter pessoal para apontar somente erros e se tornar uma caça às bruxas. Esse momento deve ser percebido com uma oportunidade de troca e crescimento para gestor e funcionário.

Fernando Mantovani é diretor de operações da Robert Half Brasil.
Este texto foi adaptado do original publicado no blog Sua Carreira, Sua Gestão, da Exame.com.

Compartilhar essa página