Motivar a equipe depende da atitude certa

Por Adriana Fonseca

A maioria dos líderes sabe exatamente quais qualidades eles querem em seus funcionários. Persistência, proatividade, comprometimento com os resultados, capacidade de ir além do que é pedido nos projetos e habilidade para trabalhar em equipe são algumas das competências desejadas. Mas a verdade é que, apesar de saber o que querem, poucos líderes têm noção de como desenvolver ou manter esse nível de motivação nos subordinados.

Para a coach executiva e professora de gestão Monique Valcour, o que os líderes precisam compreender é que eles são parte integrante do ecossistema motivacional nas empresas onde trabalham. “As qualidades motivacionais listadas acima aparecem com mais frequência quando os funcionários se sentem valorizados, confiáveis, desafiados e apoiados em seus trabalhos. E em tudo isso os gestores podem influenciar”, escreveu Monique em um artigo. “As atitudes e o comportamento dos líderes têm um efeito enorme no direcionamento dos funcionários e na capacidade de desempenho deles.”

Abaixo, algumas dicas da coach para motivar a equipe.

1. As pessoas não vão se desenvolver se você pensar que elas não vão mudar

Quando julgamos um funcionário como irremediavelmente desmotivado, desistimos de tentar motivá-lo. É um ciclo vicioso.

2. Começar com as melhores intenções e desistir com o passar do tempo

Quando contratam um colaborador novo, os líderes esperam alta motivação e, depois, ficam frustrados com aquele funcionário desmotivado. A experiência subjetiva do colaborador no trabalho e a forma como ele se sente naquele ambiente importam, sim. Sempre.

3. Tornar-se coach da própria equipe

Pessoas desmotivadas devem ser vistas sempre como uma possibilidade de se tornarem colaboradores altamente eficientes. Ao invés de designar apenas tarefas rotineiras ao funcionário desmotivado – porque ele é uma pessoa desmotivada e pouco produtiva -, mude sua abordagem e você verá ganhos substanciais. Veja aquele funcionário como um ser humano, e não como um problema. Conhecendo-o melhor você poder designar a ele trabalhos mais desafiadores.

4. Ver as coisas de outra perspectiva

Quando fazemos suposições sobre o que os funcionários acreditam e valorizam, interpretando o comportamento deles de acordo com nossas suposições, nós reduzimos a humanidade e a complexidade deles. Falhamos quando não vemos as pessoas da nossa equipe como seres humanos completos. Pois, se isso acontece, os esforços para motivar aquele funcionário terão resultados limitados.

5. Lembre do melhor chefe que você já teve

Refletir sobre o melhor gestor que já passou na sua carreira é um ótimo ponto de partida para conseguir motivar a sua equipe. Como esse chefe fazia você se sentir? O que ele fez para conquistar a sua admiração? Tente lembrar de algumas estratégias motivacionais utilizadas por esse chefe e aplique-as agora.

* Adriana Fonseca é jornalista, tem 15 anos de experiência na cobertura de carreiras, empreendedorismo e startups e já publicou no jornal Valor Econômico, na Folha de S.Paulo e na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Compartilhar essa página