Já pensou em trabalhar em projetos temporários? Modelo tende a crescer no Brasil

Algumas pessoas pensam que trabalho temporário se restringe a vagas no comércio no final do ano. Mas a situação é bem diferente. Existem boas oportunidades no mercado para esse tipo de trabalho. Lucas Nogueira, gerente de divisão da Robert Half, acredita que o amadurecimento do mercado de trabalho permite que o profissional temporário seja percebido como um especialista para ocupar posições estratégicas nas companhias, por exemplo, na implantação de sistemas e processos.

Se você está planejando uma viagem e não quer se comprometer com um trabalho fixo, projetos temporários podem ser também uma ótima alternativa. Uma pesquisa da Robert Half revelou que, em até cinco anos, os profissionais temporários deverão igualar o grau de importância dos colaboradores permanentes dentro das organizações. Esta é a opinião de 87% dos diretores de Recursos Humanos entrevistados em uma Pesquisa Global, com mais de 1675 gestores de 12 países.

O estudo também apontou as principais que as razões para o aumento da contratação de temporários no Brasil são: necessidade de mais flexibilidade de recursos (31%); análise de custo (28%); desenvolvimento de mais trabalhos com base em projetos (18%); e capacidade de desenvolver habilidades não disponíveis na empresa (15%). No recrutamento dos profissionais temporários de média e alta gerência as habilidades mais valorizadas são a capacidade de autogestão, especialização, proatividade e domínio do idioma inglês. Há oportunidades para as áreas de tesouraria, contas a pagar e receber, tributária e tecnologia da informação.  

Compartilhar essa página