Home office: 5 hábitos que matam a produtividade

Quando tomei a decisão de trabalhar em casa, em meu pequeno escritório entre a sala de estar e os quartos, nunca pensei que teria dificuldade para manter a produtividade. Afinal, sozinha, não haveria conversas paralelas, nenhum colega interromperia minha linha de raciocínio e o telefone me perturbaria bem menos.

Tudo isso é realmente verdade, mas há muitas outras distrações. E com elas no meio do caminho, vi minhas tardes renderem bem menos do que o esperado. A consequência? Por três meses trabalhei praticamente todas as noites depois de colocar as crianças na cama e todos os fins de semana - sem trégua.

Foi aí que reavaliei o porquê dessa rotina maluca e recebi um conselho simples, mas muito valioso: “em seu horário de trabalho, esqueça que está em casa e deixe as questões domésticas para depois do expediente”. Assim, reorganizei meus dias e hoje posso dizer que tenho (quase) todos os fins de semana livres.

As noites também estão bem mais tranquilas e só são ocupadas com trabalho quando algo extraordinário acontece e me impede de trabalhar durante o dia. Mas isso não é mais a regra. Se você trabalha em casa ou sonha em fazer home office, dê uma olhada nesses cinco hábitos que acabam com a produtividade. Enxergando as distrações fica mais fácil contorná-las.

Vida doméstica
Os afazeres da casa não têm fim. Portanto, não tente deixar tudo em ordem só porque você está a poucos passos da bagunça e da louça suja. Se tentar fazer isso, não vai sobrar tempo suficiente para o trabalho. Concentre-se e deixe as tarefas domésticas para depois.

Indisciplina
A flexibilidade de horário, ao mesmo tempo em que pode ser boa, tem suas pegadinhas. É comum você se ver adiando as tarefas com prazos um pouco mais longos para fazer outras coisas, de interesse pessoal. O problema é que, deixando tudo para depois, não vai ter jeito: será preciso trabalhar noite adentro e nos fins de semana.

Isolamento
Deixar de encontrar os colegas da sua área por períodos muito longos pode deixá-lo menos produtivo. Isso porque as conversas com pessoas que trabalham no mesmo setor sempre acabam sendo fontes de ideias para projetos ou de diferentes jeitos de trabalhar. Por isso, se policie para sair da toca. Marque almoços e cafés com gente da sua área e participe, sempre que possível, de eventos do meio.

Falta de planejamento
Vale a pena estabelecer metas diárias e semanais – sem elas fica muito fácil se perder, já que não tem ninguém para cobrar o andamento dos projetos. Para mim, funciona a boa e velha agenda – seja no papel ou uma versão digital. Coloco ali uma lista do que preciso fazer em cada dia e procuro não me distrair até que tudo esteja devidamente riscado.

Desconforto
Acredite, não é bobagem. Seu escritório doméstico precisa ser agradável, confortável e os móveis, ergonômicos. Uma cadeira ruim pode ir causando dores nos braços e nas costas e, quando você percebe, precisa de mais pausas durante o dia e se vê sem pique de dar um gás nos projetos. Há quem diga que uma planta no escritório pode aumentar a produtividade, já que ajuda a equilibrar o ambiente. Eu ainda não tenho uma, mas já está nos planos.

Compartilhar essa página