Ghosting: o que fazer quando o candidato te "dá um bolo"

Por Robert Half on 13 de agosto de 2023
Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Por Elisa Rodrigues

O currículo do candidato impressionou você. E você também ficou impressionado com o candidato durante a entrevista em vídeo. Eles tiveram respostas sólidas para suas perguntas e pareciam mostrar interesse sincero na empresa e entusiasmo pela vaga. Você terminou aquela primeira entrevista pensando: “Essa pessoa pode ser a ideal para o trabalho!”

Você decide agendar uma segunda entrevista - esperando apenas alguns dias para fazer o acompanhamento - para que seu potencial recruta possa se encontrar com outros tomadores de decisão de contratação em sua empresa. Mas então, o candidato não entra mais em contato com você. Você envia mais algumas mensagens por e-mail, telefone e até por mensagem de texto. Nada. O que aconteceu?

Você foi “ghosted” (ignorado sem explicações).

O que é o “ghosting”?

O termo “ghosting” foi criado no mundo dos relacionamentos para descrever quando uma pessoa corta abruptamente todo contato e parece desaparecer da face da terra sem explicação. E agora parece que essa tendência está aumentando no mundo profissional.

Em uma pesquisa da Robert Half, 39% dos gerentes de contratação na China disseram que o “ghosting” por parte dos candidatos a emprego é mais comum agora do que há alguns anos. Isso está acontecendo em todas as indústrias, mas nossos resultados de pesquisa sugerem que aqueles que estão contratando para cargos de tecnologia, administração e suporte ao cliente são os mais propensos a relatar que isso é um problema crescente.

Por que o “ghosting” está aumentando?

A principal explicação para o aumento do “ghosting” é que os trabalhadores simplesmente têm mais opções hoje em dia. No mercado de contratação atual, os gerentes estão lutando para preencher vagas enquanto os candidatos qualificados frequentemente recebem várias ofertas de emprego. Alguns candidatos a emprego não se preocupam em queimar algumas pontes ao longo do caminho para encontrar uma posição que realmente desejam.

Outra pesquisa recente da Robert Half lança luz sobre algumas das razões específicas pelas quais os profissionais “deram um bolo” em um empregador em potencial recentemente:

  • O processo de entrevista foi ruim (33%)
  • Eles receberam outra oferta de emprego (29%)
  • O trabalho não era o que eles esperavam (23%)
  • Uma política obrigatória de retorno ao escritório foi implementada (16%)

O aumento do "ghosting" no mundo profissional nos últimos anos também se deve, em certa medida, a uma erosão geral dos padrões de etiqueta que antes eram sagrados. Muitos dos candidatos a emprego de hoje preferem evitar confrontos e situações desconfortáveis em vez de dar más notícias. (Você também pode considerar a tendência de "ghosting" como um ato de retaliação, já que os gerentes de contratação há muito tempo têm fama de ignorar as pessoas após as entrevistas.)

Contratando trabalhadores remotos? Veja estas dicas para criar um processo de contratação eficaz para esses candidatos.

Como evitar o “ghosting”?

Então, isso significa que você deve simplesmente esperar ser ignorado em algum momento pelos candidatos a emprego? Não necessariamente. Aqui estão algumas medidas que você pode tomar para reduzir suas chances de experimentar o “ghosting”:

Agilize seu processo de contratação.

Outros empregadores provavelmente estão cortejando os candidatos dos seus sonhos, então você precisa estar preparado para agir rapidamente. Mais de um terço (35%) dos empregadores pesquisados pela Robert Half que perderam uma contratação potencial no último ano apontaram que demoraram muito para fazer uma oferta como motivo do insucesso.

Portanto, agende entrevistas com os melhores candidatos imediatamente.

Siga a Regra de Ouro.

O “ghosting” funciona nos dois sentidos. Você não gosta disso, e os candidatos a emprego também não. Comunique-se prontamente com todos os candidatos a emprego - não apenas com aqueles que você gostaria de contratar. Quando você trata os candidatos a emprego com respeito, sua empresa ganhará reputação de ser atenciosa e profissional.

Faça uma oferta irresistível.

Nesse mercado de contratação extremamente competitivo, você não pode correr o risco de oferecer uma compensação insuficiente. Cerca de um quarto (24%) dos empregadores pesquisados que perderam uma contratação potencial no último ano observaram que foi porque o salário oferecido não atendeu às expectativas do candidato.

Evite desanimar seus melhores candidatos oferecendo compensações acima da média imediatamente. Um bônus de assinatura e benefícios procurados, como opções de trabalho flexível ou remoto, podem ajudar a tornar a proposta mais atraente. Cerca de 40% dos empregadores que recentemente perderam a oportunidade de contratar um novo funcionário disseram que o desejo do candidato por mais flexibilidade de horário foi o obstáculo para fechar o acordo.

Consulte o mais recente Guia Salarial da Robert Half para confirmar que sua organização está oferecendo salários competitivos.

Elabore mensagens que incentivem uma resposta.

Mantenha os candidatos engajados após a entrevista com correspondência de acompanhamento que seja amigável, persuasiva e específica. Por exemplo, personalize as mensagens mencionando ao candidato o que você admira em suas habilidades e como ele seria uma adição valiosa à sua equipe.

Termine as mensagens com detalhes sobre os próximos passos, como “Gostaria de agendar uma reunião de acompanhamento para mais tarde nesta semana para discutir a oferta de emprego e uma possível data de início”.

O “ghosting” é um risco para os empregadores em um mercado de contratação onde candidatos qualificados têm muitas opções para considerar. O segredo para minimizar as chances de ser “deixado no vácuo” é tratar todos os candidatos a emprego de forma justa e respeitosa e agir o mais rapidamente possível para se encontrar e apresentar ofertas a potenciais contratações destacadas.

*Elisa Rodrigues é Team Leader na Robert Half

Saiba como os recrutadores da Robert Half podem ajudar você a construir uma equipe talentosa de colaboradores ou avançar na sua carreira. Operando em mais de 300 locais no mundo inteiro incluindo nossas agências de empregos de São Paulo. A Robert Half pode te fornecer assistência onde e quando você precisar.

Mais em nosso Blog