As vantagens de se contratar um xennial

Por Robert Half 21 de September 2017

Por Juliana Porto

Uma nova geração foi identificada: são os xennials, aqueles nascidos entre 1977 e 1983, e que ficam entre os millennials e a geração X. O termo foi introduzido pela Good Magazine em 2014, mas se popularizou recentemente e muito tem se falado sobre eles. Trata-se de uma pequena, mas poderosa geração.

Eles chegaram a uma idade em que possuem vários anos à frente, mas já acumulam certa bagagem e experiência. São ótimos chefes e também empregados, além de terem a capacidade de construir pontes entre as gerações que os separam. Veja porque você deve contratá-los:

Entendem os diferentes:  Os xennials podem falar tanto a linguagem dos baby boomers e da geração X, bem como a dos colegas mais novos, os millenials. Uma grande reclamação transgeracional é que o pessoal mais antigo não entende o mais novo e vice-versa. Assim, eles podem entender o que todo mundo está falando e chegar a um lugar comum.

Sabem se adaptar: Quando se cresce durante uma revolução digital, você aprende algumas coisas sobre adaptação. Essa microgeração teve que aprender usar do aparelho telefônico  mais antigo (quem se lembra do orelhão de ficha?) ao mais novo smartphone. Os xennials conhecem dos métodos mais antigos aos  mais novos de fazer coisas e podem resolver problemas de acordo com cada necessidade.

Valorizam os relacionamentos:  Quando era criança ou adolescente e tinha problema com colegas, o xennial tinha que lidar com isso cara a cara, sem se esconder atrás de telas ou usuários fakes. Eles entendem que, não importa a geração a que você pertença, este jeito antigo de encarar o problema é o mais efetivo.

Experientes: Os xennials trazem uma combinação inteligente da experiência de trabalho que outros candidatos mais jovens podem não ter: já possuem a qualificação necessária, muitos deles já tiveram filhos e estão prontos para liderar.

Usam redes sociais com parcimônia: Ao crescerem sem Instagram, Twitter ou Facebook, os xennials tiveram que se divertir por conta própria e as únicas testemunhas eram as pessoas ao lado - ou uma máquina fotográfica analógica.  Eles sabem o valor das mídias sociais e sua capacidade de atingir todo o mundo, mas utilizam de forma moderada.

* Juliana Porto é jornalista desde 2005 e começou sua carreira escrevendo justamente sobre... carreiras! De lá para cá, já cobriu finanças pessoais, consumo e tecnologia em redações no Rio e São Paulo, mas sempre acaba voltando ao tema com que começou sua vida profissional.

More From the Blog...

O ano começou, e agora?

Para você o ano só começa depois do Carnaval? Então é hora de pensar no que vai fazer para dar um UP na carreira este ano. O sucesso na carreira requer...

Saiba mais