Recrutamento de sucesso: responsabilidades continuam após o contrato ser assinado

Por Robert Half 13 de junho de 2018

A busca pelo candidato ideal exige uma estratégia correta. Ter um plano de recrutamento bem planejado e executado o ajudará na atração dos melhores talentos. Porém, o trabalho não termina no momento em que o seu candidato assina o contrato. Na realidade, isso é apenas o começo.

Pesquisas mostram que parte da rotatividade de funcionários ocorre nas primeiras semanas de emprego. Dentre as principais consequências da saída precoce está a necessidade dos recrutadores em reiniciar o processo de contratação do zero e sofrer mais perdas com a produtividade - especialmente se o cargo já estivesse vago por um longo período.

Embora não exista nenhuma fórmula para o custo real de uma má contratação, o número mais comum de estimativas pode equivaler a 30% dos ganhos potenciais do primeiro ano do indivíduo. O que torna um longo processo de recrutamento e uma fraca decisão de contratação um exercício custoso.

Além disso, uma decisão errada de contratação traz danos morais que são ainda mais prejudiciais como, por exemplo, o aumento da pressão sobre a equipe e a queda da confiança na capacidade em tomar decisões de contratação. O erro também resultará em maiores cargas de trabalho alocadas em bons funcionários para cobrir o papel vago e contribuirá ainda mais para a insatisfação dos funcionários e impactos de longo prazo para o negócio.

Uma das razões mais comuns para o turnover, ainda que negligenciada, é a falta de um plano efetivo de integração. Uma pesquisa realizada pela Robert Half apresenta que 38% dos funcionários de escritório consideram deixar seu empregador após o primeiro mês por esse motivo. Portanto, um planejamento de onboarding é essencial para toda e qualquer organização.

Os candidatos qualificados de hoje estão mais exigentes do que nunca. Eles não esperam apenas um processo de recrutamento rápido, eles querem sentir-se bem-vindos e saber que terão o apoio que precisarem para crescer e ter um bom desempenho em seu trabalho.

Desse modo, torna-se vital que a organização analise seu processo de integração para garantir que o relacionamento com o novo funcionário comece da maneira certa.

1. Considere projetos de integração

As primeiras impressões contam, e muito. A assinatura do novo funcionário pode até estar lá no contrato, mas isso não significa que você o tenha adquirido por toda a vida. É por isso que as organizações devem ter um processo de integração que faça com que uma nova contratação seja bem-vinda e valorizada, aproveitando todas as oportunidades de integrá-lo à cultura da empresa.

Este processo deve envolver introduções formais, fornecer um kit de boas-vindas, um horário agendado com gestor da área, orientações sobre a cultura da empresa e suas tarefas gerais e é um momento para responder as dúvidas, caso ainda existam.

2. Faça-os individualmente

É importante ter uma linha pré-determinada de processos voltados aos novos colaboradores, mas, se personalizá-los, você pode fazer com que ele se sinta muito mais bem-vindo e positivo em relação ao novo cargo.

Considere usar o primeiro dia como uma oportunidade para discutir seus objetivos e ambições, bem como suas preferências no estilo de gerenciamento. A primeira semana é uma oportunidade para o empregador demonstrar o quanto valoriza sua equipe, portanto, certifique-se de ouvir suas preocupações e desenvolver um programa sob medida, incluindo um plano de desenvolvimento pessoal.

3. Mantenha uma linha direta de contato

Quando o onboarding termina? É uma pergunta interessante e provavelmente terá respostas diferentes, já que depende do candidato, do cargo e até mesmo da organização.

Alguns candidatos podem se acomodar imediatamente; outros demorar um pouco; e há aqueles que experimentam frustrações ou infelicidade que relutam em compartilhar abertamente. Por este motivo, é importante manter um contato direto e acompanhar regularmente os novos contratados, além de informá-los que você está interessado em ajudá-los a se sentir à vontade e prosperar em sua nova função.

4. Defina metas

O compromisso de criar um grande processo de integração precisa ser acompanhado por metas claras. Para definir o sucesso da contratação, defina metas semanais durante os primeiros 90 dias do novo colaborador, opte por treinamentos adicionais, acompanhe o desenvolvimento e mantenha contato também com o gestor da área e/ou responsável pelo novo funcionário. Isso permitirá que você gerencie seu progresso e presencie os resultados da sua contratação.

Acima de tudo, veja isso como uma oportunidade para demonstrar seus valores corporativos a todos os demais integrantes da corporação. Quanto mais pessoas envolvidas em fazer com que o novato se sinta bem-vindo, maior será o estímulo geral da equipe. O que resultará em sucesso e crescimento de longo prazo para sua empresa.

Contratando com eficiência

Confira dicas essenciais para o sucesso de um processo de recrutamento.

More From the Blog...