Planejamento de equipe para 2019: 5 dicas para potencializar seus resultados

Por Robert Half 3 de Janeiro de 2019

Por Leonardo Berto

Os últimos quatro anos não foram fáceis para nenhum setor do mercado. Resultado de uma longa crise econômica e de um cenário político conturbado, muitas empresas passaram por momentos desafiadores, em que tiveram que mudar sua estrutura, reduzir o quadro de funcionários, adequar a operação e buscar formas de aumentar a produtividade interna. Para lidar com isso, foi preciso contar com uma gestão eficiente, estratégia e, principalmente, planejamento de equipe.

Essa prática consiste em todas as ações adotadas para criar e gerir os diferentes times de funcionários de um negócio — inclui definição do programa de recrutamento e seleção, escolha de benefícios, determinação de funções, responsabilidades e formatos de avaliação, desenvolvimento do projeto de treinamento corporativo e processos de demissões e movimentações de profissionais. Nesse sentido, o planejamento de equipe é algo que deve ser feito de forma constante na empresa, e não apenas em momentos de crise.

ENVIE SUA VAGA

Para 2019, as previsões trazem uma perspectiva de retomada de crescimento econômico e aquecimento do mercado. Sendo assim, a necessidade do planejamento é ainda maior, uma vez que muitas empresas precisarão aumentar seu time, fazer movimentações e investir em novos profissionais. Para isso, é preciso saber qual é o tamanho que elas pretendem atingir, acompanhar a densidade das equipes, saber quais tipos de mercados vão buscar e quais são as estratégias de crescimento.

Esses fatores precisam ser avaliados para criar uma estratégia concisa e eficiente para as alterações internas da empresa. Por existirem diversos caminhos e possibilidades, isso nem sempre é uma atividade simples e fácil de ser executada — o que leva muitas organizações a buscarem ajuda especializada.

Pensando nisso, colocamos abaixo as 5 melhores dicas para potencializar o seu planejamento de equipe para o próximo ano, garantindo melhores resultados para o seu negócio. Acompanhe!

1. Entenda os objetivos da empresa para 2019

Um bom planejamento de equipe é realizado conforme a gestão do negócio, sendo feito para otimizar e facilitar o atendimento dos seus objetivos no mercado. Assim, entende-se que, mais importante do que a forma de planejar, é o motivo desse planejamento — que deveria ser de atender às necessidades internas da organização, em termos de profissionais e desenvolvimento de talentos.

Para ficar mais claro, em 2016, por exemplo, com o auge da crise econômica para muitas empresas, houve uma preocupação muito grande em direção à administração rentável, o que levou o planejamento de equipe a uma gestão orientada à revisão de processos, redução de despesas e melhor alocação de ativos.

BAIXAR O GUIA SALARIAL

Já em 2019, com a previsão de crescimento e aquecimento do mercado, é esperado que o foco seja colocado em separação de estruturas, busca por profissionais e preparo dos colaboradores existentes para novos desafios. Sendo assim, o planejamento de equipe deve considerar o cenário da empresa e seus objetivos como ponto central de atuação.

2. Mantenha um planejamento de equipe constante

Normalmente as empresas dedicam um período médio de um ou dois meses para fazer o planejamento de equipe — tradicionalmente realizado entre agosto e novembro de cada ano, apesar de não existir uma regra comum. Entretanto, para que a gestão seja otimizada, essa prática deve ser feita de forma constante — para estar sempre alinhada ao que está acontecendo dentro da empresa e no mercado.

Isso é recomendado porque indicadores de resultado podem ser acompanhados em períodos curtos — como semanal, mensal e trimestral — e situações ruins podem ser identificadas com facilidade, não sendo necessário lidar com elas em apenas um momento do ano.

Nesse sentido, quando uma equipe de baixa performance apresenta sinais de problema, o time responsável pode tomar medidas o quanto antes para alterar o cenário negativo dentro da produtividade da empresa.

Mesmo com essa necessidade, é comum que cada organização mantenha um período específico para discutir de forma mais intensiva as estratégias do ano seguinte. Isso é um fator cultural de cada negócio e não apresenta nenhum problema. O indicado é que, além dela, o monitoramento e a alteração no plano sejam feitos de forma constante ao longo do ano.

3. Use dados na tomada de decisão

Outra dica para melhorar seu planejamento de equipe em 2019 é adotar o uso de dados na tomada de decisão. Essa é uma tendência já estabelecida em muitas empresas e que facilita a formação de uma análise crítica mais desenvolvida na gestão. Nesse sentido, o uso de informações sólidas de negócio permite:

  • definir o melhor perfil de profissional para cada função;
  • saber quais benefícios são mais interessantes para os talentos da empresa;
  • entender como formular propostas de emprego atrativas;
  • definir quais colaboradores devem ser movimentados ou desligados;
  • conhecer o desempenho de cada investimento feito nos colaboradores da empresa;
  • escolher quais ações devem ser otimizadas, ampliadas e finalizadas.

Para isso, o mais indicado é adotar algum tipo de ferramenta de gestão, como um software ERP (Enterprise Resource Planning, ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial, em português). Esses sistemas oferecem uma série de benefícios para a gestão, entre eles a automatização da coleta de dados e a sumarização de informações em dashboards e relatórios personalizados, que permitem a retirada de insights que facilitam a tomada de decisão.

CONFIRA NOSSAS DIVISÕES DE RECRUTAMENTO

4. Adote novas tecnologias para a gestão de pessoas

Além dos sistemas ERP, existem diversas tecnologias e soluções disponíveis para facilitar o planejamento de equipe e outras atividades ligadas à gestão de pessoas dentro de uma empresa. Entre as mais usadas estão os sistemas que lidam com tarefas, como:

  • desenvolvimento e implementação de um projeto de educação corporativa;
  • comunicação com os funcionários;
  • acompanhamento de métricas de desempenho.

Normalmente esses sistemas podem ser integrados entre si, permitindo que as informações sejam agrupadas em um único banco de dados da empresa. Isso facilita o acesso a uma visão mais completa do desempenho do negócio — algo que contribui para decisões mais acertadas.

Além disso, o uso de novas tecnologias e sistemas automatizados tende a aumentar a produtividade interna, uma vez que funções manuais e repetitivas são eliminadas e os colaboradores podem se dedicar a atividades mais estratégicas nos seus cargos. A prática também é uma tendência global, dentro de um cenário cada vez mais tecnológico e digital.

5. Conte com parceiros especializados

Por fim, além das tecnologias, é indicado contar com parceiros especializados para adotar as melhores soluções e implementar processos de qualidade dentro da empresa, alinhados às tendências do mercado.

Existem diversas consultorias no mercado, focadas em atividades como recrutamento e seleção, desenvolvimento de um projeto de educação corporativa e também na reorganização do time já existente — todas elas otimizam o planejamento de equipe.

No caso de uma consultoria de recrutamento, por exemplo, esse trabalho acontece em cada uma das posições que é demandada por ela. Quando o parceiro planeja as contratações, é feito um levantamento completo sobre as necessidades da empresa, em termos de objetivos gerais e específicos de cada vaga.

Fica evidente que realizar essa tarefa não é algo simples: ela exige conhecimento sobre a empresa, sobre o mercado e também uma equipe preparada para executá-la. Sendo assim, seguir as dicas apresentadas é uma ótima estratégia, uma vez que elas facilitam o processo e o tornam mais eficiente.

*Leonardo Berto é Gerente de Recrutamento na Robert Half

Quer receber mais conteúdos como este?

Gostou de saber como fazer um planejamento de equipe mais eficiente em 2019? Então assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos como este todo mês diretamente na sua caixa de e-mails!

More From the Blog...