Passo a passo: como contratar executivos para empresa familiar?

Por Robert Half on 22 de julho de 2020

Por Mario Custodio

Chega um momento no qual a empresa familiar precisa contratar executivos do mercado para assumir setores estratégicos, talvez até o comando dos negócios. Se bem feito, isso gera múltiplos benefícios. A questão é: como contratar executivos para empresa familiar?

Depende de muitas coisas. Primeiramente, é necessário ter clareza sobre o executivo que deseja contratar e o que ele precisará fazer na empresa. Também, é importante ter uma boa rede de contatos, conhecer ótimos métodos de seleção e pensar estrategicamente.

Nos tópicos seguintes, oferecemos uma visão geral sobre o tema. Apresentamos os desafios e benefícios da contratação de executivos, assim como o passo a passo. Continue lendo.

Desafios da contratação de executivos

O momento de transição do comando familiar para executivos externos é, por si só, um grande desafio. Existirão mudanças culturais, além de pequenas divergências em termos de visão do negócio — isso é natural, muitas vezes até saudável para o empreendimento.

Entretanto, ao tentar realizar o processo de recrutamento e seleção por contra própria, a empresa familiar encontra alguns desafios. A falta de uma rede de contatos profissionais, o pouco conhecimento aplicado à seleção de executivos e o tempo limitado são exemplos.

Outro desafio normalmente enfrentado é a falta de uma definição clara sobre o executivo que se deseja contratar, isto é, seu mix de competências técnicas e comportamentais — e como isso se alinha à atual situação da empresa, não são coisas fáceis de superar.

Motivos para contratar um executivo

Apesar do desafio, existe uma série de benefícios ligados à contratação de executivos. Um dos principais é integração de alguém que não é parte da família e, portanto, não tem uma visão emotiva do negócio. Isso facilita o diagnóstico (e eliminação) de certas fraquezas.

Outra vantagem é que executivos costumam ter muito know-how, acumulado ao longo de anos dentro de outras empresas. Esse conhecimento pode ser usado para o desenvolvimento e a adoção de novos procedimentos gerenciais e produtivos, o que gera competitividade.

Há, ainda, que se destacar a mensagem que é transmitida para o mercado. Bons executivos agregam credibilidade ao negócio, tornando-o mais bem-visto por investidores e temido por competidores. Desse modo, torna-se mais fácil assumir uma posição de proeminência.

Passo a passo para contratar executivos para empresa familiar

O processo de contratação de executivos pode ser longo e complexo. O motivo é simples: não há muita margem para erro. A saída de um executivo pode abalar a empresa, seus times de trabalho e gerar rumores no mercado, então é preciso que o "casamento" dê certo. A seguir, explicamos os passos mais importantes à contratação e como executá-los. Confira!

Questione-se: por que estou contratando?

O primeiro passo é ter muita clareza sobre o motivo da contratação. O que é, exatamente, que você espera do executivo? Por qual razão inicia agora o processo? São perguntas simples, mas também profundas e difíceis — e entendê-las é bastante útil.

Por exemplo, você pode contratar porque deseja um crescimento acentuado nos próximos anos. Talvez deseje inovar mais, o que não tem acontecido. Ou simplesmente quer trabalhar menos e ter alguém confiável. São razões distintas, que exigem perfis distintos.

Delimite as competências técnicas e comportamentais do executivo

Outro passo é delimitar as competências necessárias ao executivo que fará parte da sua empresa. Algumas competências são técnicas e referem-se a aspectos mais explícitos, como proficiência em um segundo idioma, nível superior completo e vivência no exterior.

Outras competências são comportamentais, referindo-se a aspectos implícitos, como foco nos resultados e trabalho em equipe. É preciso que essas competências comportamentais estejam alinhadas à cultura do seu empreendimento, o que é chamado de fit cultural.

Desenhe a estratégia de aquisição do executivo

Após ter clareza sobre o perfil que deseja contratar, você deve desenhar a estratégia de aquisição. Diferentemente de processos tradicionais de contratação, a busca por executivos costuma ser muito silenciosa e precisa. Logo, táticas tradicionais podem não funcionar.

Nesse caso, o mais interessante é ter uma boa rede de networking e contar com o suporte de headhunters para chegar até as pessoas certas. Lembre-se de que vários dos executivos talentosos já estão empregados, tornando a tarefa de prospectá-los ainda mais difícil e delicada.

Seja honesto e transparente na comunicação

Na medida que você conhece e conversa com os candidatos, precisa ser transparente o suficiente para evitar problemas de desalinhamento. Comumente, ruídos na comunicação levam a desfechos inapropriados na seleção, que afetam tanto empresa quanto candidato.

Seja claro sobre o que espera do executivo, quais valores considera inegociáveis, como vê a empresa nos próximos 5 ou 10 anos e exatamente como ele pode ajudar nisso. Nas etapas avançadas, esclareça aspectos adicionais, como salário, carreira e bonificação.

Promova um ótimo processo de onboarding

Quando bem adotadas, as etapas anteriores são suficientes para recrutar e selecionar um executivo talentoso. Considere, portanto, uma última etapa: o onboarding. Significa criar um processo de integração para o executivo, fazendo-o se sentir realmente parte do negócio.

No processo de integração, aproveite para falar mais da história da empresa e dos produtos comercializados, além de apresentá-lo para a equipe de trabalho. Esteja presente para fazer uma boa transição, familiarizá-lo e eliminar eventuais dúvidas.

Auxílio de uma consultoria especializada

O processo de contratação de um executivo costuma ser desafiador. É necessário aplicar bastante tempo e energia à seleção do profissional certo, também é preciso conhecer boas técnicas de aquisição. Logo, o ideal é contar com uma consultoria especializada.

Uma boa consultoria tem uma rede de contatos suficientemente grande para chegar até os melhores executivos do mercado, também conhece métodos avançados para selecionar os profissionais certos e integrá-los ao local de trabalho (onboarding).

Além de tudo, ao contar com a consultoria, poderá manter o foco nas suas atividades-fim, enquanto a aquisição (que é uma atividade-meio da sua empresa) é conduzida por quem conta com experiência no assunto. Assim, empresa e executivo são mais beneficiados.

Veja, agora você está por dentro do assunto, sabe como contratar executivos para empresa familiar, quais os desafios e benefícios disso. Comece questionando-se sobre o motivo da contratação, depois delimite o perfil ideal para o executivo. Lembre-se de que uma consultoria especializada é de grande ajuda, pois tem know-how para conduzir cada etapa com precisão.

Gostou do nosso artigo? Aproveite, então, para conhecer um pouco mais dos nossos serviços de recrutamento especializado e descobrir como podemos ajudar a sua empresa. Vamos lá!

* Mario Custodio é diretor da área de Executive Search da Robert Half

Hide Breadcrumb
Off
Hide Title
Off

More From the Blog...