Gestão de performance: como fazer em tempos de pandemia e trabalho remoto?

Por Robert Half on 24 de junho de 2020

Em tempos de pandemia e isolamento social, uma das principais soluções que as empresas adotaram é o trabalho remoto. Com os colaboradores trabalhando a distância, por meio de tecnologias como notebooks e smartphones, muitas atividades das organizações puderam ser mantidas. No entanto, a gestão de performance ficou mais complexa e com novos desafios.

Quer saber quais são eles e como solucioná-los? Continue lendo para conferir as dicas que preparamos para você!

Por que a gestão de performance da equipe é importante, mesmo no trabalho remoto?

Ela é importante porque o gestor que está longe da sua equipe nem sempre consegue saber exatamente se ela entendeu como fazer determinadas tarefas e quais são os seus propósitos. Por isso, são necessárias algumas práticas e ferramentas de gestão de performance que ajudam no gerenciamento de times remotos.

Por exemplo, no começo do dia, o ideal é fazer poucas videoconferências e ligações, deixando o seu time trabalhar. No entanto, é importante ter certo controle para, no início e no fim do dia, listar as tarefas da equipe que devem ser realizadas, elencando as prioridades.

Também é importante checar se elas foram feitas e, em caso de negativa, perguntar o porquê disso. No fim da semana, principalmente no caso das equipes comerciais, é interessante medir a performance delas pelo número de atividades que foram realizadas, verificando o volume. Nesse caso, há plataformas que podem ajudar, como as de gerenciamento de equipes.

Como desenvolver a gestão de performance em uma equipe remota?

Existem algumas maneiras de desenvolver a gestão de performance em uma equipe remota. Confira algumas dessas formas adiante!

Acompanhando a situação de cada tarefa

Quando o gestor está presencialmente com a equipe e combina uma quantidade de tarefas que deve ser realizada até sexta-feira, ele supervisiona a execução delas ao longo de vários dias no escritório. Quando existe uma dificuldade por parte do colaborador, que pode levar a um atraso na entrega, o gestor está presente e pode ajudá-lo.

No trabalho remoto, o acompanhamento precisa ser planejado e organizado. Basicamente, o gestor pode criar uma rotina para que o colaborador passe os updates da entrega e/ou entregas - pode ser com reuniões pré-agendadas, por ferramentas colaborativas, nas quais quaisquer atualizações podem ser vistas por todos etc..

Para tanto, é importante deixar claro o projeto e as responsabilidades de cada colaborador, para que as tarefas sejam atribuídas, os deadlines definidos e as metas estabelecidas. A boa comunicação é, mais do que nunca, uma das grandes habilidades a serem desenvolvidas nestes tempos de trabalho remoto.

Utilizando indicadores de desempenho e plataformas online

Indicadores de desempenho são importantes para a avaliação de performance. No entanto, quando falamos de algumas áreas corporativas, muitos indicadores são subjetivos. Então, é muito importante o gestor utilizar uma plataforma para o registro de feedbacks e de projetos bem realizados ou não, a fim de tornar a análise desses fatores mais simples.

Já para fazer a avaliação de um profissional comercial, por exemplo, é recomendado adotar uma plataforma online que permite o registro desses indicadores, para que o próprio colaborador consiga analisar sua ação e evolução.

Em resumo, indicadores são essenciais para a gestão de desempenho, tanto os gerados e registrados por meio de plataforma online quanto os analisados e repassados por intermédio de reuniões ou e-mail.

Como os colaboradores podem se adaptar à pandemia?

Existem algumas práticas que podem ajudar o profissional a se adaptar ao home office provocado pela pandemia, como:

  • estipular uma rotina de trabalho em casa, o que envolve acordar no mesmo horário, vestir-se adequadamente, impor limites com familiares e filhos, ambientar-se com plataformas de comunicação que nunca haviam sido utilizadas etc.;
  • evitar distrações (TV, celular, mídias sociais etc.);
  • parte dos profissionais ficou mais produtiva, pois economiza o tempo de deslocamento até o trabalho e dele para casa. Isso permite fazer mais coisas, mas para os gestores, é importante controlar a ansiedade na cobrança dos profissionais. Isso porque cada um tem a sua agenda. O tempo economizado com deslocamento nem sempre é período de trabalho.

Por fim, retomando a gestão de performance, vale destacar que ela envolve uma “correção de rota”, isto é, instruir e entender o profissional que não está com bons resultados ou apresenta dificuldade em realizar as suas atividades. Algumas dificuldades podem ser inerentes a esse momento desafiador que estamos passando. É importante que o gestor identifique se é um problema de performance ou se o colaborador está passando por alguma dificuldade causada pelo momento.

Quer mais dicas e conteúdos para otimizar a gestão da sua empresa? Assine nossa newsletter e acompanhe nossos e-mails!

COMO PODEMOS TE AJUDAR?

More From the Blog...