Contratação por projetos temporários: você já pensou nessa possibilidade?

Por Robert Half 9 de novembro de 2018

Por Lucas Nogueira

A contratação por projetos temporários pode ser a melhor opção à empresa em muitas ocasiões como, por exemplo, no acréscimo da força de trabalho em períodos de maior demanda, na substituição de profissionais em ausências programadas e na admissão de um gerente ou diretor para o desenvolvimento de um novo projeto.

No passado, existia a ideia de que a contratação temporária só era um recurso utilizado pelo setor de varejo nos períodos de pico, como o Natal ou Dia das Mães. Hoje, como ocorre nos Estados Unidos e na Europa, os gestores já enxergam o valor estratégico da contratação por projetos temporários, afinal, permite o acesso à mão de obra qualificada sem a necessidade de dilatação do quadro de funcionários ou folha de pagamento.

Nós reunimos tudo o que você precisa saber sobre o tema e algumas dicas de como fazer uma contratação temporária com acerto. Portanto, leia os próximos tópicos com atenção!

Quais as vantagens desse modelo de contratação?

Existem vantagens significativas nesse modelo de contratação, tanto para as empresas quanto para os profissionais.

A implantação de novos projetos é um bom exemplo. Nem sempre é possível, ou necessário, contratar um profissional permanente para um projeto que tem começo, meio e fim. Dessa forma, a contratação temporária dá flexibilidade e agilidade ao processo.

Além disso, o acesso rápido à mão de obra qualificada, maior eficiência nas atividades, a conclusão do projeto com sucesso e a transferência de conhecimento para o restante da equipe são vistas como as principais vantagens de se trabalhar com profissionais contratados por projetos temporários.

Para os profissionais, a aquisição de experiência, o aprimoramento da rede de contatos (networking), a flexibilidade e a troca de conteúdo com outros colaboradores estão entre as principais vantagens do trabalho poo projetos. Não por acaso, 84% dos profissionais temporários afirmam que tiveram, sim, uma experiência de trabalho bastante positiva quando atuaram desta maneira.

Além disso, segundo estudo, 44% dos profissionais que já atuaram como temporários foram efetivados. Isso acontece porque, durante o trabalho por projeto, a organização conhece as habilidades, o temperamento e a postura do profissional diante dos desafios e, assim, fica mais fácil acertar na hora da efetivação.

Todas essas vantagens são capazes de tornar a empresa mais sólida, melhorar sua performance no mercado e, ainda, ampliar a eficiência e a agilidade das atividades. Portanto, vale a pena investir no tema.

O que considerar na contratação por projetos temporários?

Suporte da consultoria

A empresa não pode contratar diretamente o profissional por projeto temporário, ou seja, é preciso o suporte de uma consultoria especializada, que será responsável por contratar e remunerar o funcionário. Portanto, há uma relação triangular entre empresa, consultoria e profissional temporário.

Isso é uma grande vantagem! A consultoria tem o know-how para conduzir todo o processo de seleção, bem como fornecer o colaborador ideal ao trabalho.

Direitos trabalhistas

O trabalhador temporário está totalmente coberto pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). A ideia de ser um serviço informal é errônea, no mínimo. A diferença é que ele é efetivamente contratado pela consultoria, não pela tomadora do serviço.

Sendo assim, o trabalhador temporário está na folha de pagamento da consultoria especializada, tendo direitos como carteira assinada, 13º salário, férias proporcionais, recolhimento de FGTS e INSS, bem como carga de trabalho idêntica à dos colaboradores da empresa tomadora do serviço.

Prazo da contratação

O prazo do contrato temporário é de 180 dias (6 meses). Esse período é suficiente para suprir boa parte das demandas. Mesmo assim, o contrato pode ser prorrogado por mais 90 dias (3 meses), se comprovado que as condições iniciais para o trabalho temporário permanecem.

Nesse sentido, o prazo total é de até 270 dias (9 meses). Isso não significa que o profissional contratado trabalhará efetivamente todo esse período, visto que ele pode atuar só alguns dias da semana. O prazo refere-se à data de início e fim do contrato.

Como definir a melhor consultoria especializada?

Como observado até aqui, é indispensável a tríade: empresa, consultoria e trabalhador temporário. Além disso, uma boa consultoria não apenas ajudará a encontrar os melhores profissionais, dentro das questões legais, como também dará o suporte necessário no dimensionamento e cronograma do projeto a ser executado. Mas como escolher a melhor consultoria?

Avalie o processo de seleção

É importante conhecer o processo de seleção da consultoria e avaliar se ele atende às perspectivas da empresa. Como os profissionais são recrutados, entrevistados e selecionados?

Em alguns casos, a empresa tomadora do serviço nem precisa fazer parte do processo, já recebendo o melhor profissional para o início trabalho, o que torna o processo ainda mais ágil. Isso também vale para cargos mais elevados, como o de gerentes ou diretores.

Considere a solidez da consultoria

Caso a consultoria especializada tenha algum problema e não consiga arcar com as despesas trabalhistas, essa obrigação é repassada à tomadora do serviço. Portanto, é importantíssimo buscar por consultorias sólidas no mercado.

Nesse ponto, uma questão-chave é: há quanto tempo a consultoria está no mercado? Algumas estão há décadas, atuam em diversos países e têm um histórico de crescimento orgânico. Essas, claro, são mais confiáveis.

Pesquise os atuais clientes

Outra medida interessante é avaliar os atuais clientes. Com quais empresas essa consultoria já trabalhou para oferecer contratação temporária e quais foram os resultados alcançados?

Ao fazer esse tipo de pesquisa, você terá provas mais consistentes acerca do sucesso de projetos especializados, bem como maior segurança para dar início ao serviço.

Enfim, a contratação por projetos temporários oferece uma série de vantagens, mas é preciso contar com os parceiros certos. Isso requer o envolvimento de uma consultoria especializada, capaz de administrar toda a contratação, integrar o melhor profissional ao local de trabalho e, principalmente, entender de forma estratégica o objetivo do projeto. Assim, demandas de projetos sazonais poderão ser supridas com êxito.

Agora que entende o assunto e sua importância, aproveite para nos conhecer melhor. Somos a Robert Half, líder mundial em recrutamento especializado para empresas. Para saber mais, entre em contato conosco!

*Lucas Nogueira é diretor associado da Robert Half

Entre em contato

Vamos conversar melhor sobre suas necessidades de recrutamento? Envie-nos a sua vaga.

ENVIAR MINHA VAGA

More From the Blog...