10 dicas de como escolher entre dois fortes candidatos

Por Robert Half on 25 de maio de 2017
Tempo estimado de leitura: 7 minutos

Sabe aquela situação que se define como um problema bom? Ela pode ser exemplificada pelo dilema de um empregador que tem que escolher escolher candidatos quando está diante de duas ótimas opções que foram muito bem ao longo de todo o processo.

Envie sua vaga

Se você já se viu nessa situação, sabe o quão desafiador pode ser selecionar o candidato certo para a vaga. É quando ambos têm habilidades excepcionais, experiência relevante e se encaixam bem na cultura da empresa. No entanto, a escolha certa pode fazer a diferença entre um funcionário que contribui para o sucesso da organização e um que pode não se encaixar tão bem.

Neste artigo, você contará com todas as informações que precisa para escolher entre dois fortes candidatos no processo seletivo da sua empresa. Aproveite!

Leia também: Match Perfeito

Como fazer a escolha certa entre dois candidatos?

Agora que entendemos a importância de escolher cuidadosamente entre dois candidatos altamente qualificados, resta saber como garantir que a paralisia da indecisão atinja você e o resto do seu setor de RH. Quando se está diante de um dilema como esse, felizmente é possível realizar determinadas ações que ajudam a chegar mais perto de um veredito que ajude a sua empresa a atingir os seus objetivos com a contratação.

A seguir, veja as 9 principais estratégias que você precisa considerar ao escolher candidatos.

Guia Salarial da Robert Half

No Guia Salarial da Robert Half você encontra a mais completa pesquisa salarial e um estudo sobre tendências de contratação no mercado brasileiro.

1. Faça uma análise de longo prazo

Você está contratando para atender a uma necessidade imediata em sua empresa. Mas não ignore o futuro. Olhe para além dos requisitos para a posição aberta e examine o potencial de cada candidato para crescer em sua empresa ao longo do tempo.

Por exemplo, o potencial de liderança de um candidato se destaca mais do que o do outro? Ou um dos candidatos tem conhecimentos ou habilidades em uma área que não é essencial para posição aberta, mas ainda assim pode agregar valor à sua empresa?

2. Pense no ajuste com a cultura corporativa

Esta é uma consideração muito importante em qualquer situação de contratação. No entanto, os empregadores nem sempre dedicam o tempo necessário para avaliar se um candidato se encaixa bem no ambiente de trabalho de sua empresa.

Uma estratégia para avaliar o ajuste com a cultura do trabalho é envolver parte da equipe no processo de contratação. Poderia ser como parte do processo de entrevista ou de forma informal. Obter opiniões de outros sobre como uma potencial contratação pode agregar à equipe e à cultura do local de trabalho pode ser muito valioso.

3. Avalie o interesse e entusiasmo

Você entrevistou ambos os candidatos provavelmente mais de uma vez. Ao lembrar dessas reuniões, qual pessoa parecia ser a mais envolvida no processo? Quem fez mais perguntas? Quão rápido cada pessoa procurou você após a entrevista? E, muito importante, qual é a sua intuição sobre qual dos dois parecia querer mais o trabalho?

À medida que você reflete sobre essas coisas, é provável que você identifique o candidato mais interessado e entusiasmado, mesmo que seja apenas uma diferença muito pequena entre os dois.

Você pode gostar de: O que é um bom candidato?

4. Analise os objetivos da contratação

Cada contratação tem seus objetivos específicos. Reflita sobre os principais propósitos por trás da contratação para essa vaga em particular. Um dos candidatos pode ser mais adequado para atender a um objetivo específico, como trazer experiência técnica ou liderança estratégica.

O alinhamento entre os objetivos da contratação e as habilidades do candidato é fundamental. Se a meta é expandir a equipe, priorize candidatos com forte histórico de liderança. Se o objetivo é preencher uma lacuna técnica, concentre-se nas habilidades técnicas relevantes. Avaliar os candidatos com base nesses objetivos específicos ajudará a orientar sua escolha.

5. Considere a entrega durante o processo

Analise como cada candidato se comportou e entregou durante todas as etapas do processo seletivo. Considere fatores como a pontualidade nas entrevistas, a qualidade das respostas às perguntas, o nível de preparação e o profissionalismo geral.

Preste atenção às pistas de como eles podem se comportar no ambiente de trabalho com base em sua conduta durante o processo seletivo. Candidatos que demonstraram compromisso consistente e atenção aos detalhes podem indicar um forte senso de responsabilidade.

6. Verifique as habilidades complementares

Além das habilidades individuais, considere como eles complementam a equipe existente. Pergunte a si mesmo: "Qual deles traz habilidades ou experiências que preenchem lacunas na equipe atual?" Uma equipe diversificada em termos de habilidades pode ser mais resiliente e inovadora.

Ao escolher candidatos, avalie como suas competências se integram com a equipe existente. Um candidato pode trazer habilidades ou perspectivas únicas que enriquecem a dinâmica da equipe, tornando-a mais eficaz no cumprimento de metas e no enfrentamento de desafios.

7. Teste com projetos pequenos

Se possível, considerando a complexidade do cargo, ofereça a cada candidato a oportunidade de trabalhar em um projeto ou tarefa menor antes de tomar a decisão final. Isso proporciona uma visão prática de como eles se saem no ambiente de trabalho e como se adaptam à dinâmica da equipe.

Ao observar como os candidatos realizam projetos menores, você pode identificar diferenças sutis em seu desempenho, estilo de trabalho e habilidades de comunicação. Essa abordagem prática pode ajudar a consolidar sua escolha, fornecendo uma base tangível para a decisão final.

8. Não subestime sua intuição

Embora dados e análises sejam essenciais, a intuição também desempenha um papel importante na tomada de decisões ao escolher candidatos. Às vezes, sua intuição pode captar sinais sutis sobre como um profissional se encaixaria na equipe ou na empresa como um todo.

A intuição não é algo a ser ignorado. Ela pode ser especialmente útil quando todos os outros fatores se equilibram. Se um candidato se destaca apenas ligeiramente em relação ao outro em termos de habilidades e experiência, a sua intuição pode ser o fator decisivo.

9. Consulte sua equipe de seleção

Realize uma discussão final com sua equipe de seleção, se tiver. Compartilhe suas impressões sobre os candidatos e ouça os insights e opiniões de outros membros da equipe de recrutamento. Essa colaboração pode oferecer perspectivas adicionais e ajuda a garantir que a decisão seja tomada de maneira coletiva e fundamentada.

Lembre-se de que, ao escolher candidatos, é importante considerar o que é melhor para a organização em termos de objetivos de curto e longo prazo, bem como para a dinâmica da equipe existente. Cada contratação é única, e essas orientações adicionais devem ajudar a informar sua decisão final de maneira mais específica e criteriosa.

10. Peça uma apresentação final

Para ter uma visão mais aprofundada das habilidades de comunicação e da capacidade de persuasão dos candidatos, peça que cada um faça uma breve apresentação sobre por que eles são a escolha certa para o cargo. Isso não apenas demonstra como eles organizam informações e se comunicam, mas também permite que eles destaquem suas qualidades e experiências de maneira convincente.

Observar como os candidatos respondem a esse desafio pode ajudar a identificar qual deles se destaca em termos de habilidades de apresentação e argumentação, o que pode ser valioso em muitos papéis.

Escolher candidatos altamente qualificados pode ser desafiador, mas, em última análise, trata-se de tomar uma decisão informada que beneficie sua equipe e sua empresa a longo prazo. Se após ponderar cuidadosamente todos os fatores você ainda estiver em dúvida, considerar a contratação de ambos pode ser uma opção viável, desde que sustentável. Lembre-se de que talentos excepcionais são ativos valiosos e que manter contato com o candidato não selecionado pode abrir portas para futuras oportunidades.

Se você achou este artigo útil, compartilhe nas redes sociais para ajudar outros profissionais de RH a aprimorar suas habilidades de recrutamento e seleção.

Esse artigo foi adaptado do texto How to Choose Between Two Strong Job Candidates, publicado originalmente no Blog da Robert Half

Saiba como os recrutadores da Robert Half podem ajudar você a construir uma equipe talentosa de colaboradores ou avançar na sua carreira. Operando em mais de 300 locais no mundo inteiro incluindo nossas agências de empregos de São Paulo. A Robert Half pode te fornecer assistência onde e quando você precisar.

Mais em nosso Blog