Ganha menos do que deveria? Reverta a situação!

Por Robert Half 14 de outubro de 2019

Por Fernando Mantovani

Um profissional se queixou para mim que um recente aumento de responsabilidade no trabalho não gerou elevação da remuneração. Já passei por isso no início da minha carreira e o meu primeiro conselho para a pessoa com quem eu conversava foi: “aceita que negociou mal e se prepara para não repetir a falha em outra oportunidade”.

BUSCAR TRABALHO

No meu ponto de vista, ter essa atitude não tem nada a ver com conformismo, mas sim com a maturidade de assumir as próprias falhas e reverter a situação de maneira profissional e estratégica. Sugiro que, em casos como este, seu plano de ação inclua três passos:

  1. Tenha convicção da sua indignação - Você tem certeza de que ganha menos do que deveria ou isso é apenas uma suposição? Para fazer essa análise, busque informações em pesquisas de mercado, anúncios de emprego e considere, ainda, o salário praticado em empresas concorrentes para cargos equivalentes ao seu.
  2. Torne-se indispensável - Após ter certeza de que deveria ter uma remuneração maior, eleve a qualidade das suas entregas a tal ponto que sua possível saída se torne um problema para a empresa. Dê motivos para que seu gestor se convença de que será muito difícil encontrar alguém com a sua qualificação, conhecimento, dedicação e desempenho.
  3. Identifique o melhor momento para tocar no assunto - Com dados concretos sobre a remuneração praticada no mercado e a certeza de estar desempenhando o seu papel dentro ou acima do esperado, é hora de conversar com o gestor sobre a sua insatisfação. Mas tenha a sensibilidade de, antes, procurar saber se a empresa está financeiramente saudável, novamente com base em dados concretos e não em suposições.

Os três cuidados citados tendem a colocar o profissional em uma situação muito favorável no momento de renegociar o salário com o gestor. Na conversa, não caia no erro de justificar o pedido de aumento com base em questões pessoais. Tenha atenção também para não assumir um discurso com tom de ultimato, pois, como eu sempre digo: “as melhores decisões são aquelas tomadas com a cabeça e não com o estômago”.

Na teoria, seguindo tais etapas a chance de conseguir o aumento desejado tende a aumentar.  Caso o cenário não se altere, mesmo com todas as tentativas e alinhamentos com o gestor, talvez tenha chegado o momento de olhar para fora e entender as alternativas disponíveis no mercado.

Guia Salarial da Robert Half

No Guia Salarial da Robert Half você encontra a mais completa pesquisa salarial e um estudo sobre tendências de contratação no mercado brasileiro.

* Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half

More From the Blog...