Erros no processo de inovação podem ser comuns para alcançar o sucesso

Por Robert Half 26 de julho 2016

Por Fernando Mantovani

Não raro, nos processos de recrutamento conduzidos pela Robert Half, as empresas informam que buscam profissionais com perfil inovador para completar seu quadro de funcionários. O que é muito bom, pois sinaliza a vontade de sair do lugar comum e fazer algo diferente. E a boa notícia é que existem esses profissionais no mercado.

BAIXE O ÍNDICE DE CONFIANÇA DA ROBERT HALF

A questão delicada é referente ao grau de tolerância a erro nas companhias. Pois, um ambiente que favorece o processo de inovação em uma empresa está estritamente ligado a um ambiente que permite erros. Tentar o novo é correr o risco de que aquilo possa não dar certo. E isso só se dá quando há liberdade para criação e a segurança de que o erro é compreendido como componente do processo evolutivo. Muitas das coisas que desfrutamos hoje são frutos de inúmeras tentativas e erros.

Os erros no processo de inovação

É importante que a inovação faça parte da cultura da empresa para que ela realmente aconteça. E isso não se limita a setores tradicionalmente reconhecidos por tal, como tecnologia, por exemplo. Um tradicional escritório de contabilidade por ser inovador a partir do momento em que cria métodos e processos para tornar a vida de seus clientes mais fácil. O importante é ter em mente que errar faz parte!

Você também pode gostar de: Investimento em startups, a oportunidade para inovação corporativa.

* Fernando Mantovani é diretor de operações da Robert Half Brasil.

More From the Blog...