Como usar o Marketing de Conteúdo no recrutamento e seleção

Por Robert Half on 11 de novembro de 2020

O processo de recrutamento e seleção é fundamental para qualquer empresa, mas pode ser longo e custoso quando não bem preparado e pensado de maneira estratégica. Isso se dá por conta da alta responsabilidade de contratar pessoas qualificadas, que apresentem o perfil adequado. 

Nesse sentido, é interessante buscar estratégias alternativas que ajudem a otimizar esse processo e torná-lo mais eficiente. Uma dessas estratégias é o uso do Marketing de Conteúdo.

Muito se tem falado sobre o uso do marketing para recrutar pessoas, o que está associado à ideia de employer branding. Trata-se de uma mentalidade de posicionamento da companhia de forma agradável e atraente para quem procura emprego, assim como é feito para os clientes. O conteúdo pode ser usado como uma parte dessa estratégia maior.

Ao compreender melhor essa questão, você conseguirá preencher as vagas da empresa com os candidatos certos, a partir de um processo eficaz. Portanto, se quiser saber tudo sobre o uso de Marketing de Conteúdo no recrutamento e seleção de candidatos, não deixe de acompanhar o artigo a seguir.

Abordaremos os seguintes tópicos:

O que é Marketing de Conteúdo?

Vamos começar com a definição geral. O Marketing de Conteúdo é o conjunto de estratégias, técnicas e métodos para planejar, produzir e distribuir conteúdo para propósitos de marketing. 

Quando se fala em conteúdo, é importante destacar que estamos nos referindo a diferentes formatos, como artigos, ebooks, vídeos, infográficos, quizzes etc.

Ou seja, é todo o processo envolvendo os materiais que serão utilizados para gerar valor para o público, de modo a fazer com que as pessoas tomem uma decisão e se tornem clientes.

Entretanto, não dá para falar de Marketing de Conteúdo sem antes abordar a ideia do Inbound Marketing

O Inbound representa uma evolução do modelo anterior — o Outbound — que é uma abordagem mais incisiva de publicidade e apresentação da marca, motivada pela ação inicial da empresa. Por outro lado, o Inbound se trata da busca ativa do público pela marca consumidora.

O cliente pode encontrar a organização por meio de um buscador na internet, por exemplo. Quando houver necessidade, a pessoa interessada vai procurar uma solução ou tentar entender mais sobre o assunto de interesse. Então, para que esse cliente encontre a companhia, é preciso investir em conteúdos atrativos e disponíveis em um canal, como um blog.

Esses conteúdos são personalizados e específicos, tratando de questões relevantes para as dores daquela pessoa que lê — a persona. Desse modo, são materiais criados de maneira estratégica para quebrar objeções, esclarecer temas, educar o público e instigar as pessoas a tomarem uma ação mais próxima da compra.

Por isso, é uma forma de pensar diferente do marketing tradicional e menos incisivo. É uma abordagem de comunicação mais amigável, focada em instruir e em gerar valor para consumidores. Depois de um tempo, quando o cliente estiver pronto, ele poderá chegar à etapa de compra.

Para que a personalização seja perfeita e para saber como abordar os temas, o Marketing de Conteúdo envolve a ideia de funil de vendas. O funil descreve as etapas percorridas pelo usuário desde o momento em que ele acessa um canal da empresa até efetuar a compra. São três fases principais: atração, consideração e decisão:

  • atração: o leitor ainda não sabe muito acerca do seu problema. Suas pesquisas são impulsionadas por curiosidade e esclarecimento;
  • consideração: o leitor está mais próximo da decisão final, sabe mais de sua dor e está avaliando possíveis soluções;
  • decisão: ele está de fato escolhendo qual companhia contratar ou qual produto comprar.

O conteúdo é criado visando esses momentos distintos do processo de consumo. Na fase de atração, há mais publicações que buscam trazer as pessoas para perto e educar, enquanto nas outras, o número de materiais é menor, já que são mais específicos e voltados para a compra em si.

Isso tudo que vimos é a definição principal para clientes que efetivamente compram algo da empresa ou contratam um serviço. Contudo, essa mesma estratégia pode ser adotada a fim de recrutar funcionários, com foco em geração de valor para conquistar a atenção deles no mundo digital e alcançar somente as pessoas ideais.

Quais as vantagens em usar uma estratégia de conteúdo no recrutamento e seleção?

Continuando no assunto, veremos agora algumas vantagens de utilizar o marketing de recrutamento e uma estratégia de conteúdo sólida nesse processo.

Impulsione as pessoas na jornada

Todo candidato, assim como os clientes, passa por uma jornada. Ele vai de ser um contato pesquisando sobre a companhia até um contratado efetivamente inserido na cultura da organização. Nesse processo, eles conhecem mais sobre a empresa, convertem para se tornarem leads, recebem mensagens mais diretas e finalmente agendam uma entrevista, por exemplo.

Podemos falar nas três etapas do funil que já mencionamos ou, até mesmo, em diferentes fases, como atração, fechamento, conversão e encantamento. O importante é tentar entender qual o caminho mais comum para os seus candidatos.

Qual a relevância do conteúdo nesse sentido? Ora, com as publicações em diversos formatos, as empresas impulsionam as pessoas a avançarem em cada etapa, uma vez que eles aprendem mais sobre a companhia e entendem melhor como acontecerá o famoso match. 

Assim, a cada fase a pessoa se torna mais certa de sua decisão de fazer parte da equipe, tudo isso com o apoio de bons materiais informativos e personalizados.

Previna problemas de adaptação

Da mesma forma, é possível prevenir um grande problema em recrutamento e seleção: a falta de adaptação dos colaboradores recém-contratados. Isso se deve a problemas no fit entre candidatos e empresa, pois um processo ineficiente e sem estratégia pode resultar em contratações inadequadas.

Por outro lado, com uma estratégia robusta de conteúdo, as companhias chegam até as pessoas certas, que dividem os mesmos propósitos e valores. Esse é um dos caminhos que levam ao sucesso da conexão empregador-candidato.

Proporcione visibilidade à marca

Além de fazer a organização chegar aos contatos certos, o Marketing de Conteúdo também é crucial para otimizar a visibilidade da marca, ao expor a companhia para mais pessoas e gerar autoridade. 

A partir de bons materiais e o desenvolvimento de assuntos específicos, é possível mostrar a credibilidade da empresa em um determinado tema e conquistar o mercado.

Como colocar em prática?

Chegou a hora de finalmente falar mais sobre como colocar em prática o Marketing de Conteúdo focado em recrutamento.

Uma primeira dica é trabalhar bem o branding, que consiste em estratégias para reforçar o posicionamento e a imagem da empresa para as pessoas externas.

Assim, estabeleça muito bem os valores, a missão, o propósito, deixando isso bem claro com as ações, com o conteúdo e com as escolhas visuais dos sites e produtos. Desse modo, ficará evidente para o futuro candidato quem é sua companhia.

Um bom planejamento é essencial. Na hora de planejar, você deve pensar em qual tipo de conteúdo fazer, para quem fazer, onde fazer e definir os objetivos. O plano também deve conter um cronograma de publicações, o que será crucial para chegar à consistência na produção e publicação de conteúdo.

Essa etapa de preparação é fundamental para escolher qual conteúdo será feito para cada etapa da jornada também.

Outra dica é realizar uma pesquisa com os colaboradores atuais, a fim de levantar pontos positivos e negativos acerca da companhia atualmente. Com as respostas de dentro, você terá uma percepção do que poderá se tornar bons argumentos para utilizar em seus conteúdos e tentar convencer as pessoas.

Também não esqueça de definir muito bem a sua persona. Esse será o perfil semi fictício do candidato ideal, com características psicográficas, aspirações, medos, dores, hábitos, preferências e outros aspectos que compõem um perfil. Faça pesquisas internamente e entenda bem como é esse modelo de pessoa que você espera contratar, a fim de chegar a um perfil ideal e criar materiais bons para esse tipo de candidato.

Defina também os formatos que serão usados. Isso depende muito de quem é a sua persona, dos gostos e preferências dela. Como já falamos, existe uma imensidão de opções que podem ser exploradas: quizzes, artigos, ebooks, vídeos, infográficos, entre outros.

Pode ser adotado conteúdo estático ou conteúdo interativo, que requer participação dos usuários. O ideal é trabalhar com uma variedade interessante para aumentar as chances de sucesso.

Quais as dicas para garantir o sucesso da estratégia?

Nesta última seção, vamos fornecer algumas dicas preciosas que você não pode deixar de seguir para conseguir sucesso em seus processos de seleção.

Uma das recomendações é o uso de storytelling. Contar histórias ajuda a engajar as pessoas, fazendo com que elas aprendam conceitos complexos de forma lúdica, didática e empolgante. Então, aproveite para desenvolver uma história envolvendo a jornada dos candidatos e sua empresa, de modo a estabelecer muito bem o relacionamento.

Use muito bem as redes sociais. Você pode fazer desses canais de comunicação uma forma de se aproximar das pessoas que serão candidatas em sua companhia. Inclusive, é uma boa ideia instigar os próprios colaboradores a criarem conteúdo específico para gerar uma visão ampla de como funciona o dia a dia.

A última dica é: utilize bem as métricas para acompanhar a sua criação e distribuição. A partir dos números analisados, você poderá realizar melhorias em suas publicações. Por exemplo: a taxa de leitura de um artigo ajuda a entender se eles estão muito longos ou monótonos, o que pode motivar mudanças na estrutura ou no estilo de escrita.

O Marketing de Conteúdo no recrutamento é uma abordagem extremamente poderosa para reduzir os custos e o tempo desse processo. Ao entregar conteúdo especializado para as pessoas certas, você aumenta as possibilidades de encontrar candidatos com bom fit e tornar a adaptação deles um sucesso. 

Desse modo, é possível otimizar essa jornada e garantir contratações efetivas, que levem a empresa ao crescimento.

Gostou do assunto e da abordagem? Saiba mais sobre produção de conteúdo e aprofunde seu conhecimento!

 

Hide Breadcrumb
Off
Hide Title
Off

More From the Blog...