Entrevista de emprego: o que as empresas querem avaliar com perguntas de raciocínio lógico?

Por Robert Half 19 de março de 2019

Quando você é chamado para participar de uma entrevista de emprego, nada mais comum do que se preparar: pesquisar sobre a empresa, ensaiar as perguntas mais comuns etc. Tem perguntas bem clássicas, como: “Como você se vê daqui a 5 anos?” ou “Fale sobre você”, comuns em várias entrevistas e que permite uma preparação prévia.

Agora, como prever – e saber responder – perguntas inusitadas, como “quantos aviões pousaram no aeroporto de Congonhas durante a nossa conversa?”, “Por que as tampas dos bueiros são redondas?”, “Como você esvaziaria uma banheira se tivesse apenas um balde, um copo e uma colher?”.

O que as empresas avaliam com perguntas de raciocínio lógico?

Ao fazer perguntas desse tipo, nem mesmo os entrevistadores têm as respostas certas. O que eles querem é avaliar a capacidade do candidato em solução de problemas, interpretação de texto e tomada de decisões. E tudo isso em um curto espaço de tempo.

Como se preparar?

Essas não são habilidades que podem ser adquiridas da noite para o dia. É preciso treino. Um caminho é praticar atividades que estimulam o raciocínio. Pode ser palavras cruzadas, Sudoku, xadrez, vídeo game ou até mesmo o aprendizado de outro idioma.

Assista à explicação

Carolina Cabral, Gerente de Recrutamento da Robert Half, fala sobre os objetivos dos recrutadores aos fazer essas perguntas de raciocínio lógico e dá a dica: “Durante a avaliação, procure manter a calma para conseguir ler as questões com atenção. Muitos dos enigmas que parecem insolúveis, são apenas uma questão de interpretação.”

 

Perguntas Frequentes

Clique no botão abaixo para assistir todos os vídeos da série.

ASSISTIR AOS VÍDEOS

More From the Blog...