Carreira em TI, o processo seletivo das empresas para vagas em tecnologia

Por Robert Half 10 de outubro 2016

Por Adriana Fonseca

Quando uma vaga na área de tecnologia de uma empresa é aberta, o headhunter apresenta entre quatro e seis candidatos com o perfil adequado. No caso de vagas para trabalho temporário, esse número é menor e fica em torno de duas pessoas.

A quantidade de entrevistas para vagas permanentes fica entre duas ou três. Esses “encontros” podem acontecer de forma virtual, por Skype, ou pessoalmente. Fabio Saad, da Robert Half, ressalta que boa parte da comunicação com os candidatos é feita via WhatsApp.

Nas entrevistas é comum o recrutador checar a competência técnica do candidato, principalmente para vagas em funções técnicas. Para cargos gerenciais, competências comportamentais também são levadas em conta.

Vagas de TI

No caso das vagas de TI para profissionais permanentes, o processo todo dura cerca de 30 dias, desde o anúncio da oportunidade pela empresa até o início do candidato. Para vagas temporárias a ação é muito mais rápida e o profissional já começa a trabalhar em até 48 horas.

“Vamos entrevistando diversos profissionais periodicamente e mantemos relacionamento com eles, por isso conseguimos essa agilidade”, explica Saad.

Segundo o headhunter, a carreira em TI está em alta, já que os profissionais de tecnologia mais demandados para posições permanentes, são diretores de tecnologia (CTO), chief information officer (CIO), desenvolvedores iOS e Android e profissionais de infraestrutura que entendam de “cloud”. Já para vagas temporárias a função mais procurada é a de analista de negócios em projetos voltados à inovação.

* Adriana Fonseca é jornalista, tem 14 anos de experiência na cobertura de carreiras e empreendedorismo e já publicou no jornal Valor Econômico, na Folha de S.Paulo e na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Hoje, escreve e edita em seu home office.

Guia Salarial da Robert Half

No Guia Salarial da Robert Half você encontra a mais completa pesquisa salarial e um estudo sobre tendências de contratação no mercado brasileiro.

More From the Blog...