Encarar o Fracasso em 4 maneiras mais positivas

O sucesso pode vir, sim, após algumas derrotas. E isso não é incomum, acredite. Até Walt Disney passou por isso. Antes de criar o Mickey, ele foi demitido de seu trabalho como ilustrador de anúncios em um jornal por “falta de imaginação e boas ideias”. E seus deslizes não pararam por aí.

Depois disso ele comprou o estúdio de animação Laugh-O-Gram e o levou à falência. A escritora inglesa Joanne Rowling, ou J. K. Rowling, autora da série de livros “Harry Potter”, também demorou para encontrar o sucesso. Ela apresentou o primeiro livro da saga – “Harry Potter e a Pedra Filosofal" - a doze (isso mesmo, doze!) editoras diferentes e recebeu um sonoro não de todas elas.

Até que a Bloomsbury Press aceitou publicar a obra em 1997. Só para constar, a série “Harry Potter” foi traduzida para 73 idiomas e vendeu cerca de 450 milhões de exemplares. E Joanee? Bom, ela se tornou uma das autoras de livro mais ricas do mundo, marcando presença, inclusive, na lista das celebridades mais poderosas da revista “Forbes”.

Exemplos como esses dois citados acima não faltam no mundo corporativo. Então, se você tropeçar em algum momento da sua carreira, não desanime. Faz parte da vida. E lembre-se sempre da frase do político Winston Churchill, que ocupou o posto de primeiro-ministro britânico duas vezes: "o sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo".

Como lidar com o Fracasso

Para ajudá-lo a enfrentar de forma mais positiva um eventual deslize que possa cruzar seu caminho profissional, pedimos ao professor Marcelo Nakagawa, do Insper, que listasse algumas dicas de como lidar melhor com as falhas. Veja só:

1. Permita-se errar!

David Packard, cofundador da HP, costumava dizer que se você não está errando, provavelmente não está inovando. Em um momento que as empresas querem inovar mais do que nunca, errar tentando fazer diferente é uma premissa que deve ser levada seriamente em consideração.

2.Tenha um currículo de fracasso!

Não precisa anexar isto ao seu CV tradicional, mas vá anotando seus grandes erros, falhas e fracasso em algum local. Esta é a dica de uma amiga - professora Tina Seelig, da Universidade de Stanford. Fazer isso não só nos faz refletir sobre o que deu errado, mas incentiva nosso aprendizado a respeito. Além disso, recrutadores, em geral, também pedem exemplos de falhas e o que aprendemos com elas.

3. Ria de si mesmo!

"Escolhi ser feliz porque isso faz bem para a minha saúde." A frase é de Voltaire, mas pode ser sua. Depois de refletir sobre o aprendizado, rir da situação é uma boa forma para manter-se saudável para o próximo desafio.

4. Não há fracasso absoluto quando há um aprendizado!

Thomas Edison dizia: "Eu nunca falhei na vida, só descobri 10 mil formas que não funcionaram.” Tenho um amigo, o professor Marcos Hashimoto, que diz que só fracassa mesmo quem não aprende com a situação. 

Tags: Carreira

Compartilhar essa página