Cinco erros que os chefes cometem

Por Robert Half 8 de fevereiro de 2018

Por Juliana Porto

Mesmo o mais bem-intencionado dos líderes não está imune de cometer erros. É totalmente compreensível, afinal de contas, errar é humano. Mas quem está à frente de uma equipe tem o dever de se policiar e evoluir para melhorar sempre em suas atitudes. Listamos cinco erros que os chefes mais cometem - e como resolver estas questões.

Dar a mesma tarefa para mais de um funcionário.

Geralmente isso ocorre porque o gestor esquece que já pediu alguém para realizá-la e acaba repassando-a para uma segunda pessoa. É irritante porque, além do tempo e energia desperdiçados, quem recebeu a incumbência primeiro achando que não é levando a sério em suas funções. Anote o que você disse a cada pessoa da equipe. Se você cometer esse erro, peça desculpas. E se esforce para não fazer isso de novo.

Criticar um funcionário na presença de outro.

Não faz sentido e é uma das coisas mais repugnantes que um gestor pode fazer.  Além de constranger uma das partes - que não tem a ver com a situação - pode gerar um ambiente de fofoca, algo nada saudável em um ambiente corporativo. Se algum subordinado apresenta problemas, fale diretamente com ele.

Ignorar as contribuições importantes da equipe, mas criticar pequenos erros que não têm impacto sobre resultados.

Se um funcionário trabalha até muito tarde por três dias seguidos para finalizar um projeto e depois comete um erro em uma apresentação, ele não deveria ser advertido por isso. Seu papel deve ser de orientar e monitorar a equipe. Se uma gafe de um funcionário o envergonhou, fica a lição: você está demandando demais da equipe. Não é erro deles, é seu.

Demonstrar apoio à equipe na teoria, mas na prática não defendê-los perante a diretoria.

Um bom líder tem que estar bem alinhado com seus subordinados, pronto para negociar suas necessidades e protegê-los. É claro que nem sempre será possível fazer valer sua voz, mas tem que deixar claro que está lutando por eles. Não adianta dizer, por exemplo: "Eu não tomo decisões, apenas executo-as". Encontre sua voz e use-a!

Tem chefe que não agradece a equipe ou reconhece um trabalho bem feito.

Dizer "obrigado" ou elogiar seus subordinados não quer dizer que você é bonzinho ou condescendente demais. Pelo contrário, os funcionários se sentem motivados e a equipe fica mais unida. Que tal agradecer agora?

* Juliana Porto é jornalista desde 2005 e começou sua carreira escrevendo justamente sobre... carreiras! De lá para cá, já cobriu finanças pessoais, consumo e tecnologia em redações no Rio e São Paulo, mas sempre acaba voltando ao tema com que começou sua vida profissional.

More From the Blog...